BID E MDR FAZEM PARCERIA PARA MELHORAR MOBILIDADE URBANA DE TERESINA

Iniciativa será desenvolvida em três regiões conectadas a corredores de transporte público. Natal, Belo Horizonte e Brasília serão as próximas cidades a integrarem a iniciativa

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vão começar por Teresina (PI) um projeto conjunto para melhorar a mobilidade nas cidades brasileiras. Com base em estratégias de Desenvolvimento Orientado ao Transporte (DOT), a ação deverá ser realizada em três regiões da capital piauiense, selecionadas pela conexão com corredores de transporte público. Natal (RN), Belo Horizonte (MG) e Brasília (DF) serão as próximas cidades a integrarem a iniciativa.

“A mobilidade urbana é essencial para que as pessoas possam ter mais qualidade de vida. Essa parceria com o BID vai possibilitar avaliarmos as estratégias de DOT para a organização das cidades”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O estudo para a seleção das áreas que integrarão o projeto-piloto (Zonas Norte, Leste e Sul) foi elaborado pelo consórcio internacional Mcrit – Urban Systems, em colaboração com a Prefeitura de Teresina e o Governo do Piauí. O diagnóstico levou em conta temas como legislação urbana incidente, possibilidades de financiamento dos sistemas de mobilidade urbana, uso de instrumentos de captura da valorização imobiliária, condições do mercado de terras, terrenos disponíveis, espaços públicos e atores envolvidos com o desenvolvimento da área.

“O que foi proposto pela consultoria é a realização de um investimento público para tornar essas áreas mais interessantes e, posteriormente, atrair investimento privado de modo a desenvolvê-las economicamente, com bairros com maior circulação de pessoas, mais segurança e mais qualidade de vida”, afirma a secretária-executiva de Planejamento Urbano da Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação de Teresina, Jhamille Almeida.

Segundo o diretor de Projetos de Mobilidade e Serviços Urbanos do MDR, Maxwell Vieira, a parceria desenvolvida com o BID em Teresina e nas outras três cidades que integrarão a iniciativa busca entregar diretrizes práticas para a adoção de estratégias DOT adaptadas às realidades locais.

“A ideia é apoiar a capacidade dos municípios de elaborar e adotar sistemas DOT próprios, por meio do desenvolvimento de planos de ação que incluam elementos estratégicos de planejamento e de promoção do desenvolvimento urbano a partir de eixos de transporte público”, informa Vieira. “Os projetos-piloto estão inseridos neste contexto e consistem na elaboração de estudos aprofundados e na estruturação de estratégias vinculadas a eixos de transporte público já existentes ou com previsão de construção nessas localidades”, completa

DOT

As estratégias de Desenvolvimento Orientado ao Transporte (DOT) têm como proposta reverter os prejuízos causados por padrões espaciais pouco eficientes de desenvolvimento urbano. Trata-se de uma estratégia territorial fundamentada em projetos urbanísticos que visam articular componentes urbanos com os sistemas de mobilidade. Para tanto, busca-se estimular a concentração de moradias, comércio e serviços próximos a corredores e estações de transporte público de massa, em busca de cidades mais compactas e ambientalmente corretas.

A atração de moradores e atividades se dá principalmente pela diversificação dos usos nas próprias estações de transporte coletivo, pela promoção da integração do transporte coletivo a outros modos de deslocamento, pela melhoria da urbanização no entorno das estações e pela ampliação dos espaços públicos.

Fonte: Ministério do Desenvolvimento Regional 

Publicidade

Últimas Matérias

SETOR DE TI DA PREFEITURA DE SANTOS TEM TRÊS MULHERES NO COMANDO

As mulheres também são maioria entre os servidores do Município de Santos, que detém o maior percentual de população feminina entre as cidades brasileira No...

MULHERES E O ACESSO À CIDADE

Na cidade, o acesso ao transporte e o direito à mobilidade devem ser assegurados às mulheres e para todas e todos, independente de seu...

MULHERES SÃO MAIORIA EM CARGOS DE DIREÇÃO DA SECRETARIA DE AGRICULTURA DE SP

As mulheres ocupam 52% dos cargos em instituições de pesquisa da Secretaria de Agricultura e são maioria na ocupação de cargos de diretoria e...

PIAUÍ: AÇÃO LEVARÁ ALIMENTOS A MULHERES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE

A campanha solidária organizada pela Suparc Piauí vai arrecadar alimentos para o Projeto Avançar, voltado para mulheres em situação de risco A Superintendência de Parcerias...