COLAB É ELEITA UMA DAS GOVTECHS MAIS PROMISSORAS DO MUNDO EM 2021

Segundo ranking anual da StateUp, primeira organização no mundo de consultoria especializada em inovação digital com propósito público

O Colab, startup de tecnologia que aproxima governos e cidadãos para uma gestão pública mais colaborativa e eficiente, foi eleita uma das GovTechs mais promissoras do mundo pela StateUp 21, da StateUp, uma organização independente especializada em inovação digital no setor público. Dentre as 450 empresas avaliadas, foram selecionadas apenas 21 startups do ecossistema global.

Outras empresas bastante conhecidas no setor público, como Traffi, CitizenLab e Helthy.io também se destacaram e entraram na lista da consultoria. A StateUp ainda classificou a empresa brasileira Gove na categoria de startups que devem ser observadas de perto nos próximos anos.

O aplicativo do Colab foi desenvolvido para a sociedade participar ativamente da gestão pública e postar demandas de zeladoria urbana, como poda de árvore, tapa-buraco, entre outras, além de responder a consultas públicas. Já as prefeituras utilizam o sistema Colab GOV para receber, monitorar e atender as demandas da população e consultar os cidadãos sobre assuntos importantes. Atualmente, a plataforma possui mais de 320 mil usuários cadastrados em todo o Brasil.

A aposta do Colab é que gestões mais colaborativas aumentam a eficiência, responsabilidade e nível de confiança nas políticas públicas locais. “Esse é um momento de orgulho e alegria para toda a equipe do Colab, mostra que estamos trilhando o caminho certo como empresa. Não podíamos estar mais felizes por sermos citados nessa lista”, conta Gustavo Maia, CEO do Colab.

Graças à Gestão Pública Colaborativa difundida pela empresa no Brasil, o Colab já recebeu diversos prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais, tendo sido eleito em 2015 o melhor aplicativo urbano do mundo pela New Cities Foundation e a Startup com maior impacto social e maior potencial global pelo Banco Interamericano em Desenvolvimento.

A plataforma, que ainda traz diversos recursos que beneficiam cidadãos e governos, como publicação de fotos, georreferenciamento de demandas, materiais de educação política e participação social e gamificação do app, foi escolhida pela ONU em 2018 para ser o aplicativo oficial da consulta pública Cidades Sustentáveis da ONU-Habitat no Brasil.

Habitação e serviços básicos, acesso a transporte, espaços públicos e adaptação às mudanças climáticas são alguns dos temas abordados em 30 perguntas de múltipla escolha que medem a percepção dos brasileiros sobre as suas cidades e como elas estão evoluindo para alcançar o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 da ONU (ODS 11), que busca tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis.

A pesquisa brasileira, que teve seu questionário replicado em países como Peru e Bolívia, já está em sua 3ª edição e será realizada anualmente até o ano de 2030. Para responder à consulta, basta acessar o site https://consultas.colab.re/cidades_sustentaveis ou baixar gratuitamente o aplicativo Colab para celulares de sistema Android ou iOS.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Colab

Publicidade

Últimas Matérias

PA RECEBE EVENTO PARA DEBATER PLANO DE CIDADE INTELIGENTE DE BELÉM

O Encontro Regional Belém apresentará o Plano de Desenvolvimento de Cidades Inteligentes para a capital paraense e indicadores do Ranking Connected Smart Cities No próximo...

ENEL X E PLANET SMART CITY LANÇAM PARCERIA ESTRATÉGICA NO BRASIL PARA INTEGRAR SOLUÇÕES INTELIGENTES EM RESIDÊNCIA E CIDADES

A parceria da Enel X e Planet Smart City fornecerá soluções inteligentes inovadoras para projetos em todo Brasil Enel X, a linha de negócios do Grupo...

LABORATÓRIO DE AÇÃO DIRETA PARA A MOBILIDADE A PÉ ESTÁ COM INSCRIÇÕES ABERTAS

Inciativa do Laboratório de ação direta para a mobilidade a pé é destinada para grupos de todo o Brasil O Lab.MaP (Laboratório de ação direta...

A TECNOLOGIA COMO FATOR DE IGUALDADE NA MOBILIDADE

Novas plataformas devem permitir que os cidadãos confiem plenamente nos serviços de mobilidade, reduzindo a dependência dos transportes privados e garantindo sustentabilidade e eficiência...