ESTUDO REFORÇA A IMPORTÂNCIA DOS ELEMENTOS DE SUSTENTABILIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Pesquisa mostra que elementos de sustentabilidade na construção civil são itens de desejo do público que até opta por pagar mais para tê-los

Dois estudos recentes reforçam o que já está se vendo na prática, no dia a dia do mercado da construção. O conceito de morar tem se aprimorado e está cada vez mais voltado a casas e edifícios com soluções eco-friendly, cujos projetos estão ainda mais customizados e seguem uma linha de versatilidade para atender a demanda do dia a dia das famílias. Itens de sustentabilidade como ambientes mais arejados e em contato com a natureza fazem a diferença na decisão de compra do consumidor. E também já impactam no aspecto decisório do mercado corporativo.

Segundo relatório da consultoria PwC, divulgado em outubro, 79% dos investidores consultados afirmam que as práticas ESG (Environmental, Social and Corporate Governance), que em tradução literal significa Ambiental, Social e Governança Corporativa, afetam as tomadas de decisão sobre seus investimentos. “Isso faz com que a sociedade como um todo saia ganhando, já que para atender os anseios do mercado, as empresas buscam se moldar cumprindo as práticas ambientais, sociais e de governança”, destaca a sócia-diretora da Edificart e arquiteta com especialização em Tecnologia em Materiais e Técnicas Construtivas, Thaisa Nascimento Corrêa. Além desse elevado índice, há outro que já chega próximo aos 50% de entrevistados, que alegam optar por retirar recursos de companhias que não realizam medidas concretas conectadas a esses princípios.

Em Itajaí, que integra a lista das 10 cidades do país com o valor do metro quadrado mais elevado, atualmente na faixa dos R$ 7.909, algumas construtoras despontam não apenas por seguir uma tendência, mas por seus gestores adotarem esse propósito que rege a vida da atual geração. A arquiteta vê no conceito de utilizar a natureza como elemento-chave dos projetos uma identidade corporativa. Faz parte do DNA da Edificart, desde o primeiro empreendimento levantado há 10 anos, essa relação ser humano x sustentabilidade. “Não precisamos escolher entre o moderno e o rústico, ou então entre o tecnológico e o analógico. Porque impor esta dualidade, se no fundo nós somos uma essência completa? Por isso a ideia é que possamos viver de forma livre e com o melhor estilo de vida dentro das necessidades de cada um, e também deixar esse legado para as próximas gerações”, explica.

Sustentabilidade como decisor de compra

Ela já vivencia, no dia a dia dos projetos da Edificart, o que a pesquisa da Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) mostrou em recente levantamento sobre a jornada de compra dos imóveis do país. Entre as exigências que pesam na hora da decisão pela aquisição do imóvel estão o uso de energia solar (com 66% dos entrevistados dispostos até a pagar mais por isso), espaços arejados e integrados com a natureza, tecnologia de conectividade e tecnologia para reutilização da água da chuva. Quem está à procura de um imóvel também considera que a valorização se dá pelo fato de se morar em um local arejado e em contato com o meio ambiente. Neste quesito, 57% dos entrevistados disseram que até pagariam mais por isso. “A valorização do imóvel envolve muitas variáveis, por isso é importante levar em consideração todos estes pontos nos projetos, afinal é o que atrai o cliente, não somente para o bem-estar das famílias, mas também para o potencial de investimentos futuros”, esclarece um dos diretores da Edificart, Júnior Kalil.

A pesquisa da Abrainc mostra, ainda, que o brasileiro que está atrás de um imóvel tem escolhido apartamentos. Esta escolha está em alta e responde por 47% das vendas. Do total, 70% querem o imóvel para usar como moradia. E a decisão de compra é baseada principalmente na localização do imóvel (81%), no preço (70%) e na segurança dos arredores (43%).

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE ESTUDOS

Connected Smart Cities
Connected Smart Cities é uma plataforma multidimensional que acelera o processo de desenvolvimento das cidades inteligentes.
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias