MASTERCARD E PREFEITURA DE JUNDIAÍ ANUNCIAM A ENTRADA DA CIDADE NA REDE GLOBAL CITY POSSIBLE

No Brasil, a cidade de Jundiaí, em São Paulo, é a mais nova integrante do City Possible, que tem como objetivo o desenvolvimento de um futuro urbano mais sustentável

A Mastercard e a Prefeitura de Jundiaí acabam de oficializar, por meio de uma cerimônia online, a participação da cidade na iniciativa global da companhia, Cidades Inteligentes. O programa busca o desenvolvimento de um futuro urbano mais inclusivo, sustentável e eficiente, estabelecendo um novo modelo de engajamento e integração entre os participantes.

Com mais de 200 cidades já fazendo parte da rede em todo o mundo, o City Possible funciona a partir da união dos setores público, privado e importantes instituições acadêmicas, como a Universidade de Harvard e tem como foco o intercâmbio de experiências e conhecimentos ligados ao desenvolvimento de Cidades Inteligentes.



“A Mastercard, como empresa de tecnologia em meios de pagamento apoia governos ao redor do mundo, na introdução de soluções para melhorar a qualidade de vida nas cidades”, diz Fernanda Caraballo, Diretora de Engajamento com Governo. “A entrada de novas cidades brasileiras no programa é um passo muito importante para a digitalização e desenvolvimento da nossa economia local, além de permitir a expansão da nossa rede em prol de sistemas mais sustentáveis para todos.”, finaliza a executiva.

No Brasil, 10 cidades já fazem parte da rede: Curitiba, Guarulhos, Itu, Juazeiro do Norte, Madre de Deus, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Registro, Santo André e São Caetano do Sul. Globalmente, participam cidades como: Los Angeles, Londres, Dublin e Buenos Aires, dentre outras.

“Entendemos que parcerias como essa aceleram nossos planos de internacionalizar a cidade e permitem com que possamos trocar experiências sobre projetos de desenvolvimento com importantes cidades do mundo todo”, afirma o prefeito de Jundiaí, Luiz Fernando Machado. “Uma de nossas metas é implantar serviços no conceito de ‘Smart City’, ou seja, tornar nossa cidade mais inteligente e conectada, uma cidade que olha para o futuro, mas que oferece serviços de qualidade para o cidadão no presente”, completa.

Ao integrar a rede, Jundiaí tem a oportunidade de se conectar a fóruns relevantes sobre temas de interesse de cidades inteligentes, conferências e workshops. Além de ter acesso a conteúdos e materiais exclusivos de pesquisa, oportunidade de propor tópicos para a discussão e possibilidade de apresentação de cases inovadores da cidade.

“Com essa cooperação, todos ganham: o setor público, que usa a inovação para melhor servir à população; o setor privado, que pode desenvolver projetos colaborativos e gerar mais valor agregado; e o cidadão, na ponta, que passa a ter uma cidade ainda melhor para viver e se desenvolver”, observa o gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi.

Cidade Conectada

A cidade de Jundiaí, já vem trabalhando há alguns anos na digitalização de seus serviços e foi pioneira na utilização de cartões de pagamento por aproximação no transporte público. Desde 2017, em parceria com a Mastercard, a concessionária Transurb (Transportes Urbanos de Jundiaí) e a Prodata Mobility, a cidade passou por diversas fases de teste e disponibilizou esse novo meio de pagamento em toda sua rede de transporte público. Toda frota foi equipada com validadores específicos que permitem aceitação de cartões de crédito, débito e pré-pago, além de smartphones, smartwatches ou pulseiras de pagamento – a adoção dessas novas formas de pagamento vem crescido consideravelmente no mercado, principalmente por apresentar menos contato físico ao consumidor e assim, menor risco de contaminação.

Além disso, nos últimos anos, por exemplo, foram ampliados os pontos públicos de Wi-Fi e instalados 370km de fibra ótica para interligar hospitais, terminais urbanos e outros espaços, com links de alta velocidade.

Para o futuro, a cidade projeta e se compromete a reduzir em cerca de 22% a emissão de gases de efeito estufa e poluentes, até o ano de 2030, com medidas como: a aquisição de ônibus elétricos, a substituição da iluminação pública por lâmpadas de LED, e alterações na legislação de obras e edificações, a fim de estimular construções sustentáveis e promover o aumento da qualidade e eficiência na prestação do serviço público.

Com informacões da Assessoria de Imprensa da Mastercard

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias