VITÓRIA/ES: PROJETO DE CICLOVIA DA AVENIDA RIO BRANCO PRIORIZA A MOBILIDADE ATIVA

O projeto foi elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento da Cidade (Sedec) e contou com a participação de moradores e comerciantes da Praia do Canto e região

Humanização do espaço urbano e integração com o meio ambiente. Esse é o conceito do projeto da ciclovia da avenida Rio Branco, em Vitória/ES, apresentado em audiência pública, em fevereiro de 2021.

O projeto foi elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento da Cidade (Sedec). Estavam presentes representantes das associações de moradores e de comerciantes, além de autoridades.

A concepção do novo projeto foi baseada em três pilares: ciclovia no canteiro central, manutenção das vagas de estacionamento e preservação das árvores.

A ciclovia terá, aproximadamente, 1 mil metros de extensão e largura de três metros, estendendo-se da Ponte Ayrton Senna à avenida Nossa Senhora da Penha (Reta da Penha), também com canteiros e jardins.

DIÁLOGO

Moradores e comerciantes da Praia do Canto e região participaram ativamente da elaboração do projeto, contribuindo com sugestões e demandas.

O secretário de Desenvolvimento da Cidade, Marcelo de Oliveira, destaca que a audiência pública é mais um momento de diálogo com a comunidade. “Por orientação do prefeito Lorenzo Pazolini, logo após a posse, assumimos o compromisso de estabelecer canais de diálogo com a comunidade. Desde então, moradores e comerciantes têm sido parceiros nessa construção coletiva. Esse é um projeto elaborado a muitas mãos”, afirma.

HARMONIA

O conceito de humanização do espaço urbano traz a ciclovia no centro da via em harmonia com as árvores existentes e jardins criados nas bordas, que, juntamente com o estacionamento, funcionam como proteção ao ciclista. O investimento da mobilidade ativa valoriza o contexto urbano e beneficia diretamente a população.

TECNOLOGIA EMPREGADA NA CICLOVIA

Uma das previsões do projeto é a utilização de piso drenante no lugar das soleiras das árvores, o que conecta a ciclovia a elas. Trata-se de um piso poroso, formado por uma combinação de concreto com pedras granuladas, que deixa a água escoar facilmente até o solo.

Esse piso amplia a área útil da ciclovia e, ao mesmo tempo, protege as raízes das áreas existentes. Esta é a primeira vez que a tecnologia do piso drenante será utilizado em uma ciclovia de Vitória.

Com informações da comunicação da Prefeitura de Vitória 

Publicidade

Últimas Matérias

SETOR DE TI DA PREFEITURA DE SANTOS TEM TRÊS MULHERES NO COMANDO

As mulheres também são maioria entre os servidores do Município de Santos, que detém o maior percentual de população feminina entre as cidades brasileira No...

MULHERES E O ACESSO À CIDADE

Na cidade, o acesso ao transporte e o direito à mobilidade devem ser assegurados às mulheres e para todas e todos, independente de seu...

MULHERES SÃO MAIORIA EM CARGOS DE DIREÇÃO DA SECRETARIA DE AGRICULTURA DE SP

As mulheres ocupam 52% dos cargos em instituições de pesquisa da Secretaria de Agricultura e são maioria na ocupação de cargos de diretoria e...

PIAUÍ: AÇÃO LEVARÁ ALIMENTOS A MULHERES EM SITUAÇÃO DE VULNERABILIDADE

A campanha solidária organizada pela Suparc Piauí vai arrecadar alimentos para o Projeto Avançar, voltado para mulheres em situação de risco A Superintendência de Parcerias...