FOZ DO IGUAÇU TERÁ PRIMEIRO BAIRRO INTELIGENTE DO BRASIL

O primeiro a reunir política pública do sandbox, intervenção tecnológica, participação do PTI e da academia, e interação com o cidadão

Lançado no final de julho, o Vila A é resultado de uma parceria entre Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e prefeitura do município de Foz do Iguaçu (PR). Durante evento de lançamento, transmitido pela internet, a assinatura do convênio contou com a presença do presidente da ABDI, Igor Calvet, o Diretor Geral Brasileiro da Itaipu Binacional, General Joaquim Silva E Luna; o Diretor Superintendente do Parque Tecnológico Itaipu, General Eduardo Garrido; o Vice-Prefeito de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato; e o Diretor Geral da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Alexandre Ramagem, que esteve presente como convidado.

As primeiras tecnologias a serem implementadas na Vila A vão abranger quatro áreas temáticas: segurança pública, mobilidade urbana, meio ambiente, integração com a comunidade. “A vila Inteligente é o tipo de oportunidade onde nós estaremos criando as condições para que a população tenha melhor qualidade de vida”, destacou o general Garrido, diretor superintendente do PTI.

A ABDI destinará R$ 6 milhões para o projeto Vila A Inteligente, por meio de um convênio firmado entre a Agência e o PTI nos próximos três anos. O Bairro contará inicialmente com luminárias e semáforos inteligentes, reconhecimento facial, monitoramento climático e ambiental, rede wi-fi pública.

“Eu diria que a grande ação da cidade inteligente é integrar coisas que existem e dar qualidade a ela, colocando inteligência artificial, e inteligências de outra natureza, para melhorar os processos que integram essas ações”, afirmou o General Joaquim Silva e Luna, diretor da Itaipu Binacional.

O presidente da ABDI, Igor Calvet, lembrou que a agência já está presente em Foz do Iguaçu por meio do projeto FronteiraTech, na Ponte da Amizade, e destacou que o bairro Vila A Inteligente é um aprimoramento das ações no município “porque  nós, do ponto de vista ABDI,  entendemos que a  tecnologia não é um fim em sim mesma, ela é  um meio para conseguirmos várias coisas”, disse.

Igor lembrou que a ABDI tem se esforçado muito para “promover a popularização de tecnologias nos setores econômicos e para a população, pois não há objetivo maior dessas tecnologias do que lidar com o bem estar da população”, ressaltou. Segundo o vice-prefeito de Foz do Iguaçu, o Bairro Vila A “é de fundamental importância para a construção de um futuro que Foz sempre almejou”, disse.  

Fonte: ABDI

Últimas Matérias

TURISMO SUSTENTÁVEL

O setor é responsável por 10% do PIB e conta com 1,2 bilhões de turistas anualmente O Smart Sustainable Tourism for Development é conceito caracterizado...

EMPREENDEDORISMO EM SMART CITIES

O fomento ao empreendedorismo e a inovação tecnológica pode ser a solução para as cidades melhorarem estatísticas.   Nunca foi tão importante discutir empreendedorismo como neste...

LONGEVIDADE EM SMART CITIES

Como cidades humanas, resilientes e inclusivas devem se adaptar ao cenário do envelhecimento crescente da população.   De acordo com a segunda edição do Índice de...

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...