FOZ DO IGUAÇU TERÁ PRIMEIRO BAIRRO INTELIGENTE DO BRASIL

O primeiro a reunir política pública do sandbox, intervenção tecnológica, participação do PTI e da academia, e interação com o cidadão

Lançado no final de julho, o Vila A é resultado de uma parceria entre Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Parque Tecnológico Itaipu (PTI) e prefeitura do município de Foz do Iguaçu (PR). Durante evento de lançamento, transmitido pela internet, a assinatura do convênio contou com a presença do presidente da ABDI, Igor Calvet, o Diretor Geral Brasileiro da Itaipu Binacional, General Joaquim Silva E Luna; o Diretor Superintendente do Parque Tecnológico Itaipu, General Eduardo Garrido; o Vice-Prefeito de Foz do Iguaçu, Nilton Bobato; e o Diretor Geral da Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Alexandre Ramagem, que esteve presente como convidado.

As primeiras tecnologias a serem implementadas na Vila A vão abranger quatro áreas temáticas: segurança pública, mobilidade urbana, meio ambiente, integração com a comunidade. “A vila Inteligente é o tipo de oportunidade onde nós estaremos criando as condições para que a população tenha melhor qualidade de vida”, destacou o general Garrido, diretor superintendente do PTI.

A ABDI destinará R$ 6 milhões para o projeto Vila A Inteligente, por meio de um convênio firmado entre a Agência e o PTI nos próximos três anos. O Bairro contará inicialmente com luminárias e semáforos inteligentes, reconhecimento facial, monitoramento climático e ambiental, rede wi-fi pública.

“Eu diria que a grande ação da cidade inteligente é integrar coisas que existem e dar qualidade a ela, colocando inteligência artificial, e inteligências de outra natureza, para melhorar os processos que integram essas ações”, afirmou o General Joaquim Silva e Luna, diretor da Itaipu Binacional.

O presidente da ABDI, Igor Calvet, lembrou que a agência já está presente em Foz do Iguaçu por meio do projeto FronteiraTech, na Ponte da Amizade, e destacou que o bairro Vila A Inteligente é um aprimoramento das ações no município “porque  nós, do ponto de vista ABDI,  entendemos que a  tecnologia não é um fim em sim mesma, ela é  um meio para conseguirmos várias coisas”, disse.

Igor lembrou que a ABDI tem se esforçado muito para “promover a popularização de tecnologias nos setores econômicos e para a população, pois não há objetivo maior dessas tecnologias do que lidar com o bem estar da população”, ressaltou. Segundo o vice-prefeito de Foz do Iguaçu, o Bairro Vila A “é de fundamental importância para a construção de um futuro que Foz sempre almejou”, disse.  

Fonte: ABDI

Publicidade

Últimas Matérias

TECNOLOGIA VOLTADA PARA O SANEAMENTO

A falta de acesso a rede de água e esgoto é ainda um dos principais desafios para as cidades brasileiras. Entenda como a tecnologia...

VITÓRIA: EVENTO REÚNE ESPECIALISTAS PARA DEBATER SOBRE SMART CITIES

O evento acontece em formato virtual e apresentará o Plano de Cidades Inteligentes para a capital capixaba, 5ª cidade mais conectada do País, de...

PROBLEMAS SAZONAIS X SOLUÇÕES PONTUAIS: O ERRO HABITUAL DOS PLANOS DE GOVERNO LOCAIS

Seria muito bom viver em cidades que criaram soluções criativas para lidar com os novos desafios  Aconteceu algo muito ruim na minha cidade natal: o...

ABES E BRAZILLAB FECHAM PARCERIA PARA ESTIMULAR INOVAÇÃO NO SETOR PÚBLICO

Participantes terão acesso gratuito, por um período de seis meses, aos serviços e experiência da Associação nas áreas jurídica, regulatória, tributária e mercadológica A ABES...