NOVAS SOLUÇÕES EM MOBILIDADE PRECISAM INTEGRAR PESSOAS, SERVIÇOS, CONVENIÊNCIA E MODAIS DE TRANSPORTE

Como a aplicação de gestão e tecnologia nos espaços urbanos pode contribuir neste cenário?

Desenvolver soluções em mobilidade é um desafio para cidades de todo o mundo. Isso porque as mudanças na forma como as pessoas trabalham, interagem e fazem seus deslocamentos apontam para novas necessidades e para o aumento da demanda por serviços integrados. Mas como a aplicação de gestão e tecnologia nos espaços urbanos pode contribuir neste cenário?

Com o uso de aplicativos, sistemas de automação e ferramentas remotas de gestão é possível pensar em soluções que permitam integrar melhor as pessoas às cidades onde vivem. Conectar modais de transporte é uma forma de ampliar as opções de deslocamento de massa, proporcionando ao usuário a possibilidade de definir suas rotas e os melhores meios e serviços a serem utilizados para chegar ao destino.



Tornar a circulação de pessoas e a oferta de serviços mais eficientes nas grandes cidades pode parecer um panorama desafiador. Mas planejar essas novas possibilidades de integração e acessibilidade nos meios e serviços conectados à circulação das pessoas passa, sobretudo, por uma mudança importante de visão e cultura do mercado e dos órgãos públicos responsáveis pelo planejamento das cidades. Nesse sentido, o estabelecimento de parcerias público-privadas contribui para trazer mais mobilidade e segurança às condições de tráfego, diminuindo também os custos e as dificuldades de locomoção.

Para agregar tantas possibilidades e serviços, os estacionamentos surgem como pontos estratégicos. Muito além de gerenciar fluxos de entrada e saída de veículos e de guardá-los, os novos estacionamentos passam a funcionar como um hub de serviços, otimizando os espaços urbanos e trazendo conveniência para as pessoas. 

Com o aumento da demanda por espaços de conexão, economia limpa e tecnologia, os estacionamentos, assim como outros espaços já construídos, podem se tornar locais fundamentais para as cidades inteligentes que começam a se desenhar, mais sustentáveis e conectadas.

A alternativa de acomodar automóveis no subterrâneo, já adotada desde o fim da década de 1960 em países europeus, diminui impactos na paisagem das cidades, principalmente em pontos turísticos que guardam tesouros arquitetônicos e históricos. O crescimento das cidades do futuro, portanto, pode ser projetado em uma malha tridimensional, considerando os níveis acima do solo, subterrâneo superficial e subterrâneo profundo.

Em diferentes países, a Indigo possui soluções em funcionamento ou sendo implantadas para construir espaços mais agradáveis e funcionais nas cidades. São projetos para soluções diretas ao cliente ou a outros negócios, possibilitados por meio de parcerias com companhias de varejo, mobilidade, e-commerce, entregas, locação de espaços ou armazenamento de estoques.

Outra mudança de grande impacto para a mobilidade como serviço é a expansão da venda de carros elétricos no Brasil. Mais sustentáveis, os veículos elétricos não geram emissões de gás carbônico para a atmosfera. Mas o preço e a quantidade reduzida de estações de recarga podem ainda pesar contra essa decisão.

O entrave da eletromobilidade, no entanto, caminha para uma solução. Atualmente, empresas privadas estão apostando no segmento e são as responsáveis pelas principais iniciativas, como eletropostos em estacionamentos, centros comerciais e estradas. E no roteiro das opções de carregamento, os shoppings despontam como um dos principais pontos de recarga para os veículos elétricos. A Indigo, que, atualmente, administra cerca de 130 mil vagas de estacionamento em shoppings de todo o país, planeja instalar 350 pontos de recarga para veículos elétricos com o apoio de  um dos nossos parceiros.

O desafio de gerenciar o espaço urbano, tornando-o mais tranquilo e acessível, convergindo todas as possibilidades de modais e serviços e onde tudo pode ser acessado rapidamente é uma emergência do nosso tempo. A preservação do meio ambiente, o crescimento econômico sustentável e a geração de saúde e bem-estar à população fazem parte do debate sobre novas soluções em mobilidade e exigem um redesenho das cidades e da implementação de novas dinâmicas que gerem funcionalidade e eficiência.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Connected Smart Cities

Thiago Piovesan
Thiago Piovesan
Thiago Piovesan é CEO da Indigo Brasil, líder mundial em gestão de estacionamentos e mobilidade individual. Presente em mais de 350 cidades de 10 países, a empresa trabalha para criar espaços que propiciem jornadas tranquilas, conectando serviços e modais de mobilidade aos usuários e ajudando no desenvolvimento de cidades inteligentes e agradáveis para as pessoas.
spot_img
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias