ENEL X PATROCINA PARQUE DA MOBILIDADE URBANA NO MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA

Nos próximos dias 23 a 25 de junho, São Paulo será a capital da mobilidade urbana sustentável. O PMU oferece o que há de mais novo no ecossistema de sustentabilidade com entrada gratuita

A Enel X Brasil, linha de negócio do Grupo Enel dedicada a produtos inovadores e soluções digitais, que atua em setores de energia mostrando o maior potencial de transformação: nas cidades, residências, indústrias e mobilidade elétrica, é patrocinadora da 1a. edição do Parque da Mobilidade Urbana (PMU), que acontece de 23 a 25 de junho, no Memorial da América Latina, em São Paulo. O evento tem entrada gratuita.

No estande da Enel X, haverá um mockup de ônibus elétrico instagramável, em que o visitante poderá ganhar uma unidade do Copo Eco personalizado com a logo da empresa. Para participar dessa ação promocional, basta tirar uma selfie e postar em suas redes sociais com as hashtags #vaideenelx e #transportepublicoeletrico. É necessário também que a pessoa marque a Enel X Brasil nas redes. Além dessa ação, a Enel X leva para o PMU dois ônibus elétricos adesivados com a marca da empresa, para que todos os presentes possam conhecer sua estrutura, funcionamento e benefícios.



O evento

Na abertura do evento, com transmissão online, Francisco Scroffa, responsável pela Enel X Brasil, traz o panorama da Mobilidade Urbana e o Meio Ambiente. Neste painel, será abordado a importância da eletrificação do transporte público. Ainda no primeiro dia do PMU, 23 de junho, Carlos Eduardo Cardoso, responsável por e-City na Enel X Brasil, aborda como viabilizar a eletromobilidade do transporte coletivo no Brasil. “Uma revolução silenciosa está acontecendo e ela tem a ver com a eletrificação de todos os setores da sociedade. Mais do que oferecer infraestrutura de recarga, queremos impulsionar o ecossistema de mobilidade elétrica, construindo parcerias com os players da cadeia de valor do mercado para oferecer aos clientes a possibilidade de ter uso eficiente e inteligente de energia em qualquer lugar e a qualquer momento, proporcionando liberdade de escolha”, acrescenta.

O painel em questão vai discutir como será o financiamento e quais são as mudanças regulatórias e contratuais necessárias. Qual será o papel dos estados e municípios para a eletrificação do transporte no Brasil? Qual será o modelo tarifário adotado e as garantias para o modelo de negócio? E teremos mão de obra e insumos necessários no Brasil para essa mudança?

Ainda para falar da eletrificação do transporte público no Brasil, no dia 24 – segundo dia do evento – Carlos Eduardo Cardoso volta ao painel que vai abordar a mobilidade elétrica, o clima, a energia e a economia. Quais são as oportunidades para o Brasil e como aproveitá-las?  Essa abordagem pega ‘carona’ na recente publicação da revista The Guardian, que por meio de uma matéria investigativa especial abordou sobre como as grandes empresas de petróleo e gás planejam investir em projetos que ameaçam quebrar a meta climática de 1,5 graus Celsius, o que demanda uma ação imediata por parte dos governos.

Provocando este debate, o painel perguntará aos presentes qual é a importância desse tema no Brasil e qual é o papel dos atores desse ecossistema para acelerar a transição da matriz energética do transporte coletivo. Quais serão os desafios a serem enfrentados?

A conferência, nos dois primeiros dias do Parque da Mobilidade Urbana, vai debater com especialistas da área de mobilidade urbana sustentável a importância da transição do transporte público convencional para o elétrico; o futuro dos carros eletrificados; a segurança no trânsito; como vão funcionar as Rodovias do Futuro; modelos de negócios com bicicletas que têm feito a diferença nas cidades; entregas delivery realizadas com drones; e a mais nova aposta da mobilidade disruptiva, que cria soluções inovadoras para os problemas e desafios da sociedade. Será o e-Vtol (“carros voadores”), um meio de desafogar os congestionamentos das grandes cidades, além de diminuir a emissão de CO2 no planeta?

Sustentabilidade

No PMU, o desafio é fazer um evento zero carbono e zero resíduo. Para isso, haverá diversas palestras e ações que vão compartilhar conhecimento com os visitantes do evento. O Parque da Mobilidade Urbana também fará um inventário das emissões de CO2 durante os três dias e, posteriormente, se encarregará de compensar esses números. A neutralização de emissões de CO2 é feita através de créditos de carbono (RCE). Portanto, a cada tonelada de CO2 não emitida à atmosfera ou reduzida gera-se um crédito de carbono que pode ser comercializado no mercado.

O maior evento de mobilidade urbana sustentável, com entrada gratuita, apresentado pela Enel X Brasil, é uma parceria entre o Connected Smart Cities & Mobility e o Mobilidade Estadão. O objetivo é promover a conexão da mobilidade urbana disruptiva, sustentável e inclusiva por meio da discussão, da troca de informações e da difusão de ideias entre o ecossistema de mobilidade no Brasil e no mundo.

Acompanhe toda a programação e as ações interativas para o público final no site do Parque da Mobilidade Urbana. Outras informações Enel X, clique aqui.

Patricia Esteves
Assessora de Imprensa da Necta - Conexões com Propósito
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias