CGI.BR RECEBE PROPOSTAS DE WORKSHOPS PARA PROGRAMAÇÃO DO 12º FÓRUM DA INTERNET NO BRASIL

Interessados têm até 3 de dezembro para enviar sugestão de atividade; lista com selecionados será divulgada em 1º de abril de 2022

Pessoas e organizações interessadas em propor workshops para a programação do 12º Fórum da Internet no Brasil (FIB12), que acontecerá entre maio e junho de 2022, têm até as 23h59 do próximo dia 3 de dezembro para encaminhar suas propostas. A sugestão de atividade deve ser enviada por meio de um formulário de submissão disponível no sítio do evento, que é realizado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br). A divulgação da lista com os workshops selecionados está prevista para 1º de abril, no site https://forumdainternet.cgi.br .

“É importante que os candidatos leiam o guia de submissões atentamente, porque houve mudanças nas regras para a 12ª edição, como, por exemplo, em relação aos proponentes, que agora podem ser pessoas ou organizações”, alerta Tanara Lauschner, Conselheira do CGI.br e coordenadora do GT Fórum 2022.



Desde 2020, o evento vem ocorrendo de forma on-line, devido à pandemia COVID-19. A decisão sobre o formato da próxima edição – se acontecerá de maneira remota, presencial ou mesmo híbrida – deverá ser publicada em fevereiro de 2022. Caso prevaleça a opção presencial, o FIB12 será realizado na cidade de Natal (RN).

Promovido pelo CGI.br desde 2011, o FIB é uma atividade preparatória para o Fórum de Governança da Internet (IGF – Internet Governance Forum), da Organização das Nações Unidas (ONU). O objetivo é incentivar debates sobre questões relevantes para a consolidação e expansão de uma Internet cada vez mais universal, inovadora e diversa no Brasil.

Inspirado no modelo de composição do CGI.br, o evento tem caráter multissetorial, mobilizando os setores empresarial, governamental, terceiro setor e a comunidade científica e tecnológica. A programação do Fórum é composta majoritariamente por atividades propostas pela comunidade brasileira envolvida no debate de governança da Internet.

“O processo de avaliação dos workshops considera, além do conteúdo da proposta e sua relevância para a governança da Internet, a diversidade em razão do multissetorialismo, da região, de gênero e outras, como também faz o IGF global.”, enfatiza Flávio Wagner, coordenador da Comissão de Avaliação do FIB12.

Submissão e avaliação

Para enviar propostas de workshops, os candidatos devem utilizar o formulário disponível em https://forumdainternet.cgi.br/ .

As propostas são analisadas por uma Comissão de Avaliação Multissetorial externa, composta por representantes da comunidade científica e tecnológica, do terceiro setor, e de integrantes dos setores empresarial e governamental. A análise é baseada em quatro critérios: relevância do tema para a governança da Internet no Brasil; qualidade e consistência do material; diversidade e adequação da metodologia proposta e engajamento da audiência. O processo é anônimo: os avaliadores não têm acesso às informações que identificam os autores de cada proposição.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE TECNOLOGIA
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias