UBER E HERTZ APOSTAM NOS ELÉTRICOS

A locadora de veículos Hertz acaba de encomendar cem mil carros à Tesla, o que a tornará a maior frotista de veículos elétricos de todo o mundo, quando todos forem entregues até o final de 2022. A encomenda fez as ações da Tesla dispararem, levando o valor da empresa ultrapassar um trilhão de dólares.

Metade desses carros serão alugados a motoristas do Uber, que são cerca de um milhão nos Estados Unidos; trata-se de um esforço para atrair mais motoristas, que estão em falta naquele país.



Essas empresas, porém, preferem focar-se nos benefícios que o uso de elétricos pode trazer ao meio ambiente, com a diminuição de emissões de gases geradores do efeito estufa; o Uber diz que até final de 2025 pretende que seus serviços, nos Estados Unidos, sejam prestados apenas com o uso de carros desse tipo, e que investirá US﹩ 800 milhões para ajudar seus motoristas a migrarem para elétricos.

Os primeiros carros serão colocados à disposição dos motoristas em novembro, com seu aluguel custando US$ 334 semanais, caindo mais tarde para US$ 299; atualmente, os veículos mais baratos locados pela Hertz aos motoristas custam US$ 260 semanais.

A princípio a ideia é muito boa, embora deva-se levar em conta o constante não cumprimento de prazos pela Tesla e as preocupações com relação à disponibilidade de energia limpa para carregamento das baterias e com o processo de descarte das mesmas ao final de sua vida útil, pois baterias são construídas com elementos altamente poluentes.

Vivaldo José Breternitz é Doutor em Ciências pela Universidade de São Paulo, é professor do Programa de Mestrado em Computação Aplicada da Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE MOBILIDADE
Connected Smart Cities
Connected Smart Cities
Connected Smart Cities é uma plataforma multidimensional que acelera o processo de desenvolvimento das cidades inteligentes.
spot_img
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias