UMA PROPOSTA PARA LIDAR COM OS DESAFIOS DE MAIOR CONECTIVIDADE NAS CIDADES INTELIGENTES BRASILEIRAS

Ações da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) visam qualificar cidades brasileiras para receber e ofertar tecnologias em prol da conectividade e integração entre serviços.

 

Compreender os desafios das cidades brasileiras rumo à maior modernização tecnológica tem sido a nossa missão desde que iniciamos o projeto de Cidades Inteligentes na Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).  Combinada a essa tarefa, adotamos como base de nossa estratégia oferecer aos municípios as condições para que a inovação seja aplicada com propósitos claros e definidos.

Isso porque temos a convicção de que cidades mais inteligentes instalam infraestruturas digitais não só para tornar os serviços mais eficientes, mas para tomar decisões mais assertivas e que possam implicar bem-estar aos moradores, com impactos positivos para a gestão pública, o meio ambiente e o desenvolvimento regional.



Com essa perspectiva, desenhamos e lançamos, no final de setembro, o mais importante projeto da ABDI na área de cidades inteligentes. O Conecta estreia, pela primeira vez, na Rua Sergipe, o mais importante centro comercial, com 400 lojas, da segunda maior cidade do estado do Paraná, Londrina. E o projeto é fruto da evolução das nossas experiências já em execução em municípios localizados nas cinco regiões do país. 

Em Londrina, as ações do Conecta vão fazer da grande avenida comercial a primeira rua inteligente do país. A motivação é o resgate do comércio de rua, por meio de um ambiente digital e seguro tanto para os consumidores quanto para os lojistas, em um momento propício para a retomada dos negócios. O que desejamos é apontar e criar caminhos para as oportunidades e os benefícios da maior conectividade. 

Em uma frente, as tecnologias já instaladas, como luminárias e semáforos inteligentes, com sistemas de inteligência artificial, câmeras e wi-fi integrados, melhoram a mobilidade urbana, a segurança pública e dispõem a rua de maior conectividade. Casado a isso, a segunda ação oferece a lojistas acesso a ferramentas e tecnologias digitais para que eles possam transformar o aumento da conectividade em vantagem competitiva. 

Na terceira frente, a atenção se volta para a conscientização dos empreendedores sobre os riscos gerados pelo aumento da exposição dos seus negócios à maior conectividade. Em pesquisa realizada pela ABDI e a FGV com micro e pequenos empresários brasileiros, constatamos que 57% deles não realizam nenhuma ação voltada para a área de cibersegurança. Um retrato que nos mobilizou para a necessidade de incluir ações de segurança da informação na estratégia do projeto cidades inteligentes. Em Londrina, vamos treinar lojistas para aumentar sua resiliência a ameaças cibernéticas.  

O Conecta é resultado da parceria com a prefeitura de Londrina e o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), que contou com empenho decisivo da deputada Luísa Canziani, PTB – PR. E o apoio de entidades como a Associação Comercial da Rua Sergipe, o Codel (Instituto de Desenvolvimento de Londrina), a Sercomtel, a CTD (Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento), a Fecomércio e o Sebrae.

Uma união de esforços pioneira e que ajudará Londrina a seguir o ritmo das transformações a que as cidades estão vivenciando neste universo cada vez mais digital. E que pode inspirar o surgimento de outras experiências no país.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Connected Smart Cities  

Igor Calvet
Presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Atuou como Secretário Especial Adjunto do Ministério da Economia, e Secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do extinto Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). Também foi Chefe da Assessoria de Assuntos Regulatórios e Internacionais do Ministério da Saúde e analista de Negócios e Projetos da Apex-Brasil.
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias