O PTI-BR PODE E DEVE SER UM GRANDE PARCEIRO DO MUNICÍPIO DE FOZ DO IGUAÇU: DIZ PREFEITO CHICO BRASILEIRO

Importância de integrar e conectar as ações realizadas pelo Parque Tecnológico com a Prefeitura foi discutida com secretários e diretores em reunião

O desenvolvimento de projetos na área de inovação e tecnologia foram as pautas de uma reunião de gestão realizada, no sábado (02), pela Prefeitura de Foz do Iguaçu com a participação do Parque Tecnológico Itaipu – Brasil (PTI-BR).

Na presença dos secretários e diretores municipais, o prefeito Chico Brasileiro iniciou o encontro ressaltando a importância de integrar e conectar as ações desenvolvidas pela administração municipal e o PTI-BR.



“Para que o município alcance melhores resultados e entregas para a população a realização de parcerias com instituições confiáveis, sérias e tecnicamente qualificadas como o Parque Tecnológico Itaipu são necessárias”, afirmou o prefeito.

“Uma instituição já consolidada e que vem fazendo Foz do Iguaçu diversificar sua economia através da inovação e novas tecnologias”, complementou Chico Brasileiro.

Ainda, de acordo com prefeito, o encontro com o PTI-BR é estratégico dentro do projeto de construir uma cidade com diversificação econômica, que possa gerar mais empregos, com maior valor agregado e economia mais sustentável.

“A reunião teve o objetivo de que as secretarias municipais pudessem compreender o potencial e o conhecimento técnico que o PTI possui. Além de consolidar essa integração para gerar mais entregas para a sociedade iguaçuense”, destacou.

“O PTI-BR pode e deve ser um grande parceiro do município de Foz do Iguaçu”, concluiu Chico Brasileiro.

Desenvolvimento para Foz

Para o diretor superintendente, general Eduardo Garrido, os esforços do Parque Tecnológico estão em propor soluções que vão ao encontro com as necessidades da população.

“Desenvolvendo tecnologia vamos estar gerando negócios, concretizando iniciativas, deixando um legado de resultados e posicionando a cidade como um polo de inovação e negócios”, ressaltou.

“Nós como Parque Tecnológico temos a certeza de que podemos contribuir muito para Foz do Iguaçu. Queremos ajudar a cidade a cada vez mais oferecer melhorias na qualidade de vida para os cidadãos, empregos, qualificação, renda e desenvolvimento tecnológico. A tecnologia deve ser utilizada sob esse viés”, finalizou Garrido.

Durante o encontro, o diretor superintendente também apresentou para os secretários e diretores o ecossistema de inovação e negócios do Parque Tecnológico, a atuação da Fundação e os Centros de Competência.

Além das iniciativas na área da educação, por meio do LabMaker, de empreendedorismo e de aceleração como programa Vila A Inteligente, o Ranking Connected Smart Cities e os mecanismos de inovação: Smart Vitrine, Edital Hangar e a estrutura do Hub Iguassu.

Importância em todas as áreas

Para a secretária de educação, Maria Justina da Silva, esse momento foi importante para o desenvolvimento de novas ações que possam agregar valor e conhecimento para Foz do Iguaçu.

“Tivemos a oportunidade de participar desse momento de discussão para levarmos também essa temática de cidades inteligentes para a área da educação, o que está faltando de tecnologia e que pode ser agregado”, afirmou.

O secretário de planejamento e captação de recursos, Leandro Costa, destacou que o município possui uma demanda muito grande de projetos e essa parceria com o Parque Tecnológico Itaipu é muito relevante.

“Já temos elencados vários projetos que precisamos desenvolver e que podem ser realizados pelo PTI-BR, gerando ainda a possibilidade de criar um banco de projetos que a nossa cidade precisa para estar preparada para receber ou captar recursos”, comentou.

Segundo o secretário de turismo, projetos estratégicos e inovação, Paulo Angeli, o relacionamento com o PTI-BR com a secretaria pode ser fortalecido ainda mais.

“Hoje, juntos fazemos parte do Fórum Nacional 4.0, que discute inclusive a inovação para o turismo. Também temos o nosso Centro Municipal de Inovação que não tem como andar sem a parceria do Parque Tecnológico e é um dos fatores que faz com a cidade seja bem vista para o investimento da iniciativa privada”, afirmou.

Participações

Também participaram da reunião, de forma remota, a deputada federal Luisa Canziani PTB-PR, o gerente de novos negócios da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) Tiago Faierstein e o Superintendente Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino superior do Paraná (SETI) Aldo Nelson Bona.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE TECNOLOGIA
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias