PESQUISA MOSTRA CRESCIMENTO DE MAIS DE 300% NA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ÁREA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO EM 2021

Apesar do aumento, empresas do setor indicam dificuldades em encontrar profissionais qualificados no mercado

A demanda por profissionais na área da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) continua em alta no Brasil. Nos quatro primeiros meses de 2021, o setor gerou 69.048 postos de trabalho, um crescimento superior a 300% se comparado ao ano de 2020, quando foram gerados 59.153 postos de trabalho na área. Os dados são de uma pesquisa realizada pela Brasscom, associação que representa as Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação.

Apesar do ritmo acelerado de contratações, as empresas do setor relatam dificuldades em encontrar profissionais especializados no mercado. A mesma pesquisa realizada pela Brasscom divulgou que existe um déficit de 25% em profissionais que trabalham com a Internet das Coisas, 11% em Segurança, 10% em Big Data, 6% em Nuvem e 2% em Inteligência Artificial. Completam a lista profissionais administrativos (19%), de nível técnico (14%), e em outras tecnologias (13%). Ainda segundo a pesquisa, até o ano de 2024, o setor pretende contratar 424 mil profissionais, seguindo uma perspectiva de contratação anual de 70 mil pessoas.



O diretor da Faculdade Anhanguera de Osasco, Alexey Carvalho, revela que, com o incentivo tributário municipal, Osasco se tornou, ao longo dos últimos anos, um dos principais polos de tecnologia com a presença de empresas gigantes da área da Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) na cidade. “Com o desenvolvimento osasquense no setor tecnológico, entendemos o nosso papel de promotores da educação e de formação pessoal competente para exercer as mais variadas funções necessárias para as empresas que se encontram na cidade em busca de profissionais qualificados”, destaca.

Como esta área vem crescendo por ser muito dinâmica, a tendência para os próximos anos é que demanda aumente, o que exigirá mais qualificação dos candidatos interessados na profissão. “Atenta a este cenário, a Anhanguera oferece a Academia Tech , desenvolvida a partir de estudos com grandes empresas do ramo de Tecnologia, com 19 cursos em áreas com alta demanda de mão de obra qualificada para os próximos anos. A oferta traz o que há de mais moderno no mercado para desenvolver habilidades compatíveis com o perfil do profissional do futuro, formando profissionais competentes e atualizados”, explica.

Além de ser uma área que contrata muito, a remuneração é maior do que de outros setores. Enquanto a média nacional de salários é de R﹩ 1.945, a remuneração média do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação é de R﹩ 4.792. Em serviços de alto valor agregado e software, ela chega a ser quase três vezes maior que a média nacional, chegando à quantia de R﹩ 5.628 mensais.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE EDUCAÇÃO
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias