AFINAL, O QUE É MICROTRANSITO?

O microtrânsito é uma realidade no mundo todo, mudando positivamente cidades e abrindo oportunidades

Tradução literal da palavra inglesa Microtransit, Microtrânsito é simplesmente o transporte compartilhado de passageiros, viabilizado pela tecnologia, que opera entre o transporte por ônibus de rota fixa e o transporte individual por aplicativo. Não há rotas fixas; “horários” não são realmente horários, já que mudam constantemente com base na demanda do passageiro; e os veículos vão de sedans a vans e ônibus. 

Um motivo da confusão com o termo “microtrânsito” é a rápida evolução nos últimos anos, com novas empresas entrando em cena o tempo todo. E-scooters sem doca? Compartilhamento de bicicletas? Aí estamos falando de micromobilidade, um parente próximo (e ainda mais micro). Microtrânsito às vezes também é difícil de definir porque pode parecer muito diferente de cidade para cidade – desde viagens de primeira e última milha que tornam o transporte público mais acessível a operações que apresentam veículos maiores. 



Microtrânsito atualmente

Microtrânsito hoje permite o roteamento em tempo real, possibilitando que os clientes se locomovam para qualquer lugar na zona de serviço on-demand. Os passageiros geralmente caminham um ou dois quarteirões e embarcam em um “ponto de ônibus virtual” – embarcar em uma esquina evita desvios desnecessários e torna o serviço mais eficaz.

Ao longo do trajeto, algoritmos sofisticados de roteamento dinâmico usam informações em tempo real para adicionar outras pessoas viajando na mesma direção ao mesmo veículo. Isso se traduz em uma viagem eficiente, ecologicamente correta e financeiramente inteligente.

É importante ressaltar que já começam a existir soluções, inclusive no Brasil, integrando o ecossistema de transporte público em geral, oferecendo recursos como aplicativos móveis whitelabel, opções de pagamento com os cartões de transporte e planejamento de viagem multimodal, tudo em um único aplicativo.

Está comprovado que o microtrânsito reduz congestionamentos, estimula o desenvolvimento econômico e combate à poluição: estamos falando de uma redução no tráfego de 15% a 30% e de muitas toneladas de emissões de carbono, de acordo com o Boston Consulting Group. 

Eficiência do Microtrânsito

Além de simplesmente mover pessoas com eficiência, o microtrânsito tem outros benefícios e resolve uma ampla gama de problemas do mundo real, incluindo:

Primeira e última milha. Na maioria dos lugares, o transporte público não fica a poucos passos de onde a maioria das pessoas vive e trabalha. O microtrânsito conecta as pessoas aos ônibus e trens que, por sua vez, as conectam a todo o resto, reduzindo o transporte individual por carros.

Locais remotos. Não é fácil construir uma rede de transporte em locais que não têm a densidade populacional necessária para ônibus de rota fixa ou trens. Microtrânsito cria um serviço mais conveniente e acessível para os passageiros nessas áreas.

Equidade e acessibilidade. O transporte público é muitas vezes uma tábua de salvação para idosos e pessoas com deficiência. Microtrânsito otimiza opções para pessoas com mobilidade reduzida, trazendo reservas em tempo real, maior qualidade e menores custos com viagens compartilhadas mais eficientes e equitativas.

Segurança COVID-19. Como a oferta e a demanda mudam com medidas de distanciamento social regulamentadas, o trânsito pode responder em tempo real. A tecnologia sob demanda permite que as rotas fixas se transformem em linhas dinâmicas, gerenciando os horários de pico de viagens, pré-reserva de assentos e acomodando as práticas de segurança em evolução.

O fato é que o microtrânsito é uma realidade no mundo todo, mudando positivamente cidades e abrindo oportunidades, onde o principal objetivo é expandir o alcance geográfico e demográfico de uma rede, geralmente atendendo populações de baixa densidade, baixa renda e / ou sem outras opções de transporte confiáveis.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Connected Smart Cities  

Leandro Aliseda
Country Manager Latam & Portugal da Via, onde lidera as parcerias de mobilidade sob demanda. Mais de 25 anos de experiência profissional em cargos de liderança em consultorias e tecnologia (Accenture, Deloitte e Novabase) e Mobilidade (Localiza e Hertz), com MBA pela University of Texas e mestrado em Filosofia pela UNICAMP.
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias