UCORP REALIZA COMPARATIVO ENTRE VEÍCULOS ELÉTRICOS E A COMBUSTÃO NA EFICIÊNCIA DE GESTÃO DE FROTAS CORPORATIVAS

UCorp , primeira startup de tecnologia e soluções de mobilidade corporativa do Brasil focada em veículos elétricos, realizou uma análise comparativa dos carros elétricos e a combustão, com o objetivo de apresentar os diferenciais dos veículos elétricos e demonstrar de maneira simples todas as mudanças e novas tendências da mobilidade. A startup, referência no setor de mobilidade e responsável por liderar projetos para importantes players de mercado, comparou tanto a eficiência dos veículos quanto gastos, valor de manutenção e até emissão de CO2.

Um dos destaques dos veículos elétricos é a não emissão de gases de efeito estufa. O ciclo de vida do carro elétrico terá menos emissões de gases e poluentes do que um carro a gasolina, ou qualquer outro combustível. Um veículo abastecido por gasolina, por exemplo, emite em média 150 gramas de gás carbônico (CO2) por quilômetro rodado. Outros gases como o monóxido de carbono(CO), óxidos de nitrogênio (NOx), hidrocarbonetos (HC), dióxido de enxofre (SO2) e material particulado (MP) também são emitidos contribuindo para a poluição da atmosfera.


A análise feita pela UCorp também mostra que um carro a combustão chega a ter 2.400 peças, já um carro elétrico 250. Para fazer a manutenção periódica de seis meses a diferença de custo é grande. Em um carro elétrico gastamos em média R﹩ 250,00, no carro a combustão esse valor chega a R﹩ 800,00. Na hora de encher o tanque de veículo a combustão temos que desembolsar por volta de R﹩ 275,00 reais, já uma carga completa em um veículo elétrico custa R﹩ 22,44. Quando falamos de preservação do meio ambiente, o carro a combustão chega a produzir 3 toneladas de CO2 a cada 20.000km rodados, enquanto em um carro elétrico esse valor chega a ser de 70 kg.

Segundo dados da Associação Brasileira de Veículos Elétricos (ABVE), o Brasil registrou alta de 29,4% nas vendas de veículos elétricos no primeiro quadrimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020. No mundo todo são muitos os movimentos em prol do aumento da frota elétrica. Recentemente a montadora GM anunciou o investimento na ordem de US﹩ 35 bilhões em carros autônomos e elétricos até 2025. A parceria com a Honda dará origem a dois SUVs elétricos inéditos. Já a Kia firmou acordo com a Uber na Europa, com desconto de até 8% para motoristas que adquirirem as variantes elétricas do Niro e do Soul. Outro exemplo dessa movimentação no mercado é o carro elétrico urbano E10X, que será lançado no Brasil em outubro de 2021, um carro pequeno produzido pela Si Hao, da joint venture Volkswagen-JAC.

De acordo com o CEO e fundador da UCorp, Guilherme Cavalcante, quando falamos de carros elétricos, o valor da economia chega a ser dez vezes maior. “Podemos usar o número mágico de 10 vezes, ou seja, EVs tem 10 vezes menos peças, e 10 vezes menos custos com manutenção. Dentre os benefícios temos a diminuição na produção de CO², maior eficiência quando colocado em movimento, melhor desempenho, diminuição de gastos na manutenção”, “Quando falamos de frotas eletrificadas temos melhora na gestão das empresas sobre como uso dos carros pelos colaboradores, diminuição de carros nas ruas, diminuição de multas, e economia na locação de carros pelas empresas, o que traz uma redução de gastos absurda!”, ressalta Guilherme.

A UCorp desenvolve soluções para gestão e eletrificação de frotas e compartilhamento de veículos em geral, por meio do UCorp.app. A solução integra big data em tempo real, sistema de carona, lavagem ecológica e gestão de multas, entre outras funcionalidades e regras de negócio, que permitem ainda, uma redução de custos para as companhias.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE MOBILIDADE
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias