ACESSIBILIDADE É FUNDAMENTAL PARA GARANTIR UMA MOBILIDADE PARA TODOS

Poucos ajustes fazem uma grande diferença para termos uma mobilidade mais inclusiva

Um dos valores do Moovit é que a mobilidade é um direito básico de todos. E, para incluir todo mundo mesmo, a acessibilidade é um fator fundamental. O poder público tem o compromisso de garantir a todos os cidadãos formas de acesso a trabalho, estudo, cultura e lazer. E empresas que oferecem soluções de mobilidade, como o Moovit, podem e devem dar sua contribuição.

O aplicativo do Moovit, e suas versões white label, incluem todas as principais tecnologias de acessibilidade. As rotas de transporte público sugeridas também podem ser configuradas para exibir os trajetos acessíveis, exibindo quais estações e terminais são acessíveis para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. E, desde o começo de 2021, exibimos no tempo real do app quais ônibus dispõe de equipamentos de acessibilidade em São Paulo e Curitiba. Queremos trazer essa informação em cada vez mais cidades, mas dependemos da disponibilidade dos dados no transporte público.



Acessibilidade

Garantir a acessibilidade é uma preocupação contínua, e estamos sempre recebendo sugestões e colhendo opiniões dos usuários. O trabalho começou em 2015, quando um grupo de desenvolvedores do Moovit fez um estudo com alguns usuários com deficiência para entender o que poderia ser melhorado. Foram identificados problemas como falta de informação para leitores de tema, ou botões difíceis de serem acionados por quem tem algum comprometimento motor.

Com o apoio de um desenvolvedor deficiente visual, o aplicativo foi otimizado para os leitores de tela de TalkBack, no Android, e VoiceOver, no iOS, algo mantido em todas as versões subsequentes. A equipe examinou cada tela em busca de melhorias na acessibilidade, adicionou rótulos úteis e condensou dados intrincados – rotas, duração da viagem, horários de início e término – em frases claras para áudio.

Foram incorporados feedback de usuários com baixa visão de todo o mundo. Cerca de 20% das pessoas que usam o Moovit configuram o aplicativo para ampliar o tamanho das letras, o que nos levou a deixar o app compatível com o Dynamic Type, que também aumenta o corpo das fontes.

O aplicativo apresenta informações de forma a facilitar a visualização para quem é daltônico. Cores nunca são a única maneira de diferenciar objetos. Os desenvolvedores do Moovit testam diferentes escalas de cinza e de intensidade das cores para confirmar a usabilidade. Para garantir uma melhor experiência a usuários com deficiência motora, os menus e botões foram projetados para facilitar o uso com somente uma mão. Isto incluiu a localização das teclas na parte inferior da tela e ampliação de sua área de alcance.

É importante lembrar que esta preocupação com acessibilidade está presente não só no aplicativo, mas também no website e nas diferentes soluções oferecidas pela empresa.

Inclusão social

Como dito anteriormente, a melhoria da acessibilidade é um trabalho constante. Mas nos alegra saber que mais pessoas estão podendo circular por suas cidades e ampliando acesso a emprego, educação e diversão graças ao esforço conjunto de cidades e empresas de tecnologia. Uma melhor acessibilidade é fundamental para uma sociedade mais integrada.

As ideias e opiniões expressas no artigo são de exclusiva responsabilidade do autor, não refletindo, necessariamente, as opiniões do Connected Smart Cities  

Pedro Palhares
Gerente geral do Brasil no Moovit. Atuou por 12 anos no mercado financeiro e, em 2013, a convite do então secretário de transportes do Rio de Janeiro, migrou para a área pública, onde foi o responsável pela abertura dos dados do transporte público. Formação: Administração de Empresas (IBMEC-Rio) e Finanças (FGV).
Publicidade
spot_img

Últimas Matérias