INTERNET ULTRARRÁPIDA, TV DIGITAL E APOIO À AGRICULTURA FAMILIAR TRANSFORMAM A REALIDADE DO RIO GRANDE DO NORTE

Ministros das Comunicações, Fábio Faria, e da Cidadania, João Roma, anunciaram em Mossoró (RN) entregas e benefícios à população do estado

O Ministério das Comunicações (MCom) ampliou nesta quarta-feira (16/6), em evento realizado em Mossoró (RN), a mudança do padrão de qualidade da televisão e da internet no Rio Grande do Norte. Na mesma solenidade, o ministro do MCom, Fábio Faria, lançou o edital da primeira fase do programa Digitaliza Brasil e anunciou ativação de novos pontos de internet por fibra ótica em 101 escolas públicas de Mossoró, até dezembro deste ano, pelo programa Nordeste Conectado. Em outra frente, o Ministério da Cidadania anunciou também a liberação de recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Leite.

Mossoró é uma das 16 cidades-polo do programa Nordeste Conectado. A ação busca expandir o tráfego de dados em fibra ótica ao longo da rede da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf). Por sua vez, o lançamento da fase 1 do Digitaliza Brasil beneficia diretamente 17 municípios potiguares que estão aptos a receber infraestrutura e equipamentos necessários para a digitalização do sinal da TV. A melhor qualidade de imagem e som e a maior diversidade de programação são duas das principais vantagens do sinal digital.



“A gente vai trocar todas as antenas analógicas pelas digitais. Existem ainda 1.638 municípios no Brasil que só têm sinal analógico e as pessoas não podem usufruir das novidades que a TV digital traz. Então, estamos trazendo o Digitaliza Brasil para mudar essa realidade”, enfatizou Faria. Outras entregas recentes do MCom colaboraram com o fortalecimento do setor de radiodifusão no estado, entre elas a renovação das outorgas de duas rádios comunitárias e de uma rádio educativa.

Para demonstrar a transformação realizada pelo programa, quatro escolas já foram conectadas. A instalação é feita pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), via provedores de internet locais. A RNP é parceira nos programas Norte e Nordeste Conectado. Os pontos de acesso temporários permanecerão ativos até a ativação da rede metropolitana e terão velocidade de 100 megabits por segundo (Mbps).

No grupo de escolas conectadas estão o Centro Estadual de Capacitação de Educadores e Atendimento ao Surdo; o CE Integrada Professor Eliseu Viana; a Escola Estadual Dr. Lavoisier Maia Ensino de 1º grau; e a Escola Estadual Professor Abel Freire Coelho. Para elas, o MCom fez a doação de 50 computadores, preparados pelo programa Computadores para Inclusão.

Faria destacou a entrega de mais seis novos pontos do programa Wi-Fi Brasil nos municípios de Areia Branca e São Gonçalo do Amarante. Hoje, o estado conta com 370 pontos de conexão gratuita, banda larga e de alta velocidade. Desses, 294 estão em área rural. Com o programa, o MCom já conectou 276 escolas do Rio Grande do Norte. “Nenhuma escola rural, nenhuma escola urbana vai ficar sem internet no Brasil”, assegurou o ministro.

Transformação digital

As redes de fibra ótica do Nordeste Conectado chegarão até as cidades-polo e de lá serão ramificadas para as demais regiões. A meta é atingir 77 municípios. Mais de 16 milhões de pessoas devem ser beneficiadas. Na região, as redes alcançarão 64 institutos federais de educação e instituições científicas e, como resultado de parceria com o Ministério da Educação (MEC), garantirão conectividade em mais 1,1 mil escolas públicas. Entre elas, as 101 escolas da rede pública de Mossoró (RN) que até dezembro serão conectadas à rede.

Apenas no Rio Grande do Norte o Wi-Fi Brasil já beneficiou 114 municípios. No Brasil foram instalados mais de 13,7 mil pontos de conexão, sendo aproximadamente 7 mil na região Nordeste. O programa é operacionalizado em parceria com a Telebras a partir do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

Incentivo à agricultura familiar

Durante o evento em Mossoró, o ministro da Cidadania, João Roma, assinou o aditivo para liberação de recursos para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) Leite. O programa é uma das principais políticas de apoio e incentivo à agricultura familiar no Brasil.

Por meio da iniciativa, agricultores, cooperativas e associações vendem seus produtos para órgãos públicos. O convênio repassa ao governo do estado do Rio Grande do Norte mais de R$ 36 milhões. No RN, são atendidas 17.179 famílias, totalizando mais de 100 mil potiguares beneficiados direta ou indiretamente.

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE SOLUÇÕES
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias