ABES CRIA GRUPO DE TRABALHO PARA DISCUTIR CYBERSECURITY

Além de discutir as melhores práticas, associação pretende aumentar interlocução com governo sobre o tema

A ABES – Associação Brasileira de Empresas de Software – para atingir seu propósito de construir um Brasil Mais Digital e Menos Desigual, criou um novo Grupo de Trabalho com seus associados para debater o tema Cybersecurity. O primeiro encontro aconteceu no dia 9 de junho, e trouxe como coordenadores os executivos Márcio Gonçalves, diretor de assuntos corporativos da Microsoft; e Afonso Lamounier, vice-presidente para assuntos corporativos e relações governamentais para Brasil e América Latina da SAP.

“Cybersecurity é um tema que está ganhando uma grande atenção e a ABES está sendo um terreno fértil para contribuir e colocar todos os associados na mesma página. Esse debate tem uma importância grande para o setor, e não só para as empresas individualmente, porque a ABES representa mais de 2 mil empresas, tanto no Brasil quanto fora. Esse é um canal aberto para gente discutir ideias e trazer temas e acho que o objetivo é aumentar o entendimento, a nossa segurança em termo de cyber e a nossa interlocução com o governo num tema que ainda é complexo”, explica Lamounier.



“Na Microsoft, nós temos essa preocupação já faz uns anos e acreditamos que essa iniciativa da ABES é de extrema importância porque quanto mais parceiros tivermos será melhor para as nossas discussões e no fomento de ideias. Nós queremos debater e levar as melhores práticas para o mercado”, afirma Márcio Gonçalves.

O encontro faz parte das iniciativas da ABES para discutir temas de relevância nacional com os seus associados e tem como objetivo estabelecer um importante espaço para discussões internas e acompanhamento de regulamentações específicas, engajamento com stakeholders, além de fomentar a troca e difusão de informações entre associados e os mais diversos segmentos da sociedade.

Sobre a ABES

ABES, Associação Brasileira das Empresas de Software, tem como propósito contribuir para a construção de um Brasil mais digital e menos desigual, no qual a tecnologia da informação desempenha um papel fundamental para a democratização do conhecimento e a criação de novas oportunidades para todos. Nesse sentido, tem como objetivo assegurar um ambiente de negócios propício à inovação, ético, dinâmico, sustentável e competitivo globalmente, sempre alinhado a sua missão de conectar, orientar, proteger e desenvolver o mercado brasileiro da tecnologia da informação.

Desde sua fundação, em setembro de 1986, a ABES busca ser relevante para seus associados e referência nacional e internacional do setor de tecnologia. Recentemente, a entidade lançou em parceria com a EY, o diagnóstico LGPD, ferramenta on-line gratuita e o índice LGPD/ABES, com o objetivo de ajudar as empresas a analisarem seu nível de adequação perante a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados). Com a base nos mais de 3 mil diagnósticos realizados, o índice LGPD ABES, apontam que cerca apenas 40% estão em conformidade com a LGPD, mais detalhes acesse: https://diagnosticolgpd.abes.org.br/.

Atualmente, a ABES representa aproximadamente 2 mil empresas, que totalizam cerca de 85% do faturamento do segmento de software e serviços no Brasil, distribuídas em 22 Estados brasileiros e no Distrito Federal, responsáveis pela geração de mais de 208 mil empregos diretos e um faturamento anual da ordem de 63,7 bilhões em 2019.

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias