STARTUP DE LOGÍSTICA KANGU EXPANDE OPERAÇÃO EM 280% E ATINGE 4 MIL PONTOS DE COLETA

Com foco em ajudar na eficiência dos e-commercers, plataforma tecnológica Kangu utiliza comércios de bairro como pontos de entrega e retirada de encomendas

Com o setor de e-commerce crescendo, segundo dados do índice MCC-ENET, 73,88% no Brasil em 2020, a cadeia de logística se torna cada vez mais parte fundamental dentro do mercado. Neste sentido, a Kangu, plataforma tecnológica que conecta uma rede colaborativa de vendedores, transportadoras e locais de coleta, desde a sua criação busca ajudar a logística dentro dos grandes centros a se tornar mais eficiente e ainda gerar um impacto positivo nos pequenos e médios empreendimentos. De março do ano passado até agora, acompanhando as mudanças no mercado, a empresa partiu de 1.400 pontos de coleta – que, de maneira geral, são pequenos comércios de bairro – para 4.000. Um crescimento de mais de 280% em 12 meses.

Os dados refletem o crescimento na operação da empresa, não apenas em termos de alcance territorial, mas, em número de entregas realizadas também. A Kangu, que em janeiro de 2020, realizou 100 mil entregas, computou, durante o mês de dezembro, um número 70 vezes maior. Foram mais de 7 milhões de pacotes entregue apenas no último mês do ano.



“Partindo da nossa premissa, de oferecer envios mais baratos, sustentáveis e com mais conveniência para todos, todo o crescimento da nossa malha de pontos causa um efeito extremamente positivo e traz mais acesso e autonomia ao vendedor. Celebramos este crescimento que tivemos no período, mas vamos seguir aumentando nossa abrangência tanto nacional, quanto internacionalmente”, afirma Marcelo Guarnieri, CEO da Kangu.

Toda esta rede logística, que permite que sejam realizados envios de qualquer região para qualquer outro lugar do país, já é utilizada por mais de 40 mil vendedores de e-commerce. Além do Brasil, a Kangu possui operações no México e Colômbia.

Logística e negócio sustentável

Por meio da plataforma tecnológica Kangu, pontos de coleta e vendedores de e-commerce têm acesso a uma ampla variedade de empresas de transporte e pode escolher a opção de envio que lhe for mais conveniente, usando veículos adequados para cada perfil de entrega e região. Além disso, para enviar, receber ou devolver uma encomenda, não são necessários grandes deslocamentos. Ao todo, são mais de 2.500 pontos de coleta e retirada no país, e LATAM são mais de 4.000 pontos, possíveis através de parcerias com estabelecimentos comerciais, que são treinados e capacitados para serem locais de recebimento, envio e armazenagem dos pacotes.

A partir da rede criada, a empresa consegue otimizar recursos e possibilitar entregas customizadas, seja de carro, moto, bicicleta e, eventualmente, até

. Desta forma, incentivando transportes de menor emissão de carbono, a Kangu visa contribuir, também, para a diminuição do impacto ambiental e da poluição sonora e visual nas cidades.

“Por meio de todo esse processo, do primeiro clique, até a entrega do produto físico, passando por todos os caminhos logísticos envolvidos, nosso foco é gerar um impacto positivo para toda a sociedade, bem como, claro, alcançar a plena satisfação do consumidor”, finaliza Guarnieri.

Com informacões da Assessoria de Imprensa 

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias