MOBILIDADE ELÉTRICA: QUALIFICAÇÃO DO USO DA ELETRIFICAÇÃO É FOCO DE NOVA EMPRESA DE CONSULTORIA NO PAÍS

A empresa de consultoria tem foco em mobilidade urbana elétrica e chega ao mercado brasileiro de olho na qualificação do uso da eletrificação, com o objetivo de impulsionar o mercado de carros elétricos corporativos

A Uenergy, primeira startup de tecnologia e soluções de mobilidade corporativa focada em veículos elétricos do Brasil, é pertencente à UCorp e chega ao mercado brasileiro com o desafio de apoiar as organizações no desenvolvimento e implementação de um planejamento de mobilidade corporativa e elétrica.

A consultoria é resultado da aliança estratégica entre a UCorp, startup de tecnologia e soluções de mobilidade corporativa focada em veículos elétricos do Brasil e as empresas Infra Solar, plataforma baseada em inteligência artificial para o mercado de energia; InCharge, desenvolvedora de carregadores de veículos elétricos.



Para o CEO e fundador da UCorp, Guilherme Cavalcante, um dos desafios para impulsionar a mobilidade de carros elétricos está na infraestrutura para postos de carregamento. “Observamos que apesar dos esforços das empresas em estruturar um projeto de eletrificação de frotas, muitos deles tornam-se ineficientes por falta de consultoria durante as fases de estruturação e implementação. Por isso, queremos ser fonte de apoio às organizações no planejamento de mobilidade corporativa e elétrica (PMC/E)”, ressalta o executivo.

Pensando nisso, a Uenergy desenvolveu uma plataforma de gestão de energia em tempo real com uma abordagem tecnológica de análise avançada de dados, por meio da inteligência artificial. Sendo assim, as empresas podem obter visibilidade dos dados de utilização de energia elétrica em tempo real, bem como, conectar pontos de recarga a uma plataforma on-line.

A gestão eficiente de frotas eletrificadas permitirá também mais segurança nos deslocamentos, o mapeamento dos locais com alto índice de acidentes, gerando alertas, bem como indicadores de onde e quando carregar os veículos com eficiência, além da predição da necessidade de manutenção, o que permite reduzir custos.

De acordo com a Fenabrave, o setor de carros híbridos e elétricos teve alta de 66,5% nos emplacamentos, em 2020. O mercado saltou de 11.858 unidades em 2019, para 19.745 em 2020. No início deste mês, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou um projeto de lei que autoriza o Governo de São Paulo a promover uma política estadual para incentivar o uso de veículos eletrificados.

PL 1256/2019 prevê a abertura de linha de crédito para incentivar a produção de veículos eletrificados. Com isso, o governo estadual deverá gradualmente migrar a frota de veículos para modelos elétricos. Até 2025, 10% da frota veicular da Polícia Militar, Polícia Civil e Detran deverá dispor de propulsão elétrica; e 5% no transporte coletivo. Para 2035, cerca de 90% dos veículos do Estado de São Paulo deverão ter motorização elétrica.

“O cenário favorável torna cada vez mais real a mobilidade elétrica e hiperconectada. Com isso, queremos fomentar novos modelos de negócios, bem como democratizar a mobilidade elétrica no segmento B2B”, comenta Guilherme. Atualmente a UCorp desenvolve projetos para importantes players do mercado, entre eles: VEC Itaú, BMW Sharing, Mercedes-Benz, EDP, ConectCar, Arval e Enel-X.

Com informações da Assessoria de Imprensa 

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias