BIKE-A-THON CICLOTURISMO OFERECE APOIO FINANCEIRO PARA INICIATIVAS NA PANDEMIA

As 4 iniciativas selecionadas receberão mentorias e apoio financeiro para aprimorar suas ideias na área de cicloturismo

A bicicleta é uma ferramenta acessível e também o meio de transporte mais eficiente em distâncias de até 7km, sendo indicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como modal a ser priorizado durante a pandemia. Entre os setores mais impactados pela atual crise sanitária ocasionada pela pandemia de COVID-19 está o turismo. De acordo com pesquisa, em Julho/2020, mais de 70% das empresas entrevistadas estavam sem reservas ou tiveram cancelamento total em decorrência da pandemia.



Diante deste cenário, muitas iniciativas de turismo encontram dificuldade de continuar sua operação, seja pela falta de recursos para investir ou pela falta de orientação sobre os procedimentos de segurança sanitária necessários. As inscrições para a Bike-a-Thon Cicloturismo foram prorrogadas até o dia 28/03 por conta da pandemia causada pela Covid-19 e poderão ser feitas através do site: https://www.aromeiazero.org.br/bikeathon.

Fomentando essa narrativa, a Bike-a-thon Cicloturismo é uma maratona de inovação social que oferecerá apoio técnico e financeiro para ideias, negócios e projetos de turismo de bicicleta que queiram estruturar seu plano de negócio e sua operação diante dos desafios da pandemia.

O projeto é uma iniciativa do Aro com patrocínio do Instituto PHI

Buscamos ideias que pretendam melhorar as condições de vida, fortalecer economias locais, promover a mobilidade segura e a reativação dos espaços públicos nos territórios em que estão inseridas. As 6 ideias pré-selecionadas receberão mentorias em Cicloturismo e Impacto Socioambiental, Protocolos de Segurança Sanitária contra a COVID-19, Plano de Negócio e Gestão Financeira.

Além disso, 4 propostas receberão uma bolsa de R$600 por 2 meses para estruturar e potencializar suas atividades. As propostas serão selecionadas conforme os critérios: adequação ao perfil da Bike-a-thon Cicloturismo, desenvolvimento de potencial cicloturismo e economia loca, lconhecimento do território e pertencimentopotencial de impacto socioambiental e viabilidade.

Podem se inscrever no edital: pessoas jurídicas com ou sem fins lucrativos e não governamentais, incluindo pequenos empreendedores (MEI e ME) de todo o Brasil.

Com informações da Assessoria de Imprensa do Instituto Aromeiazero

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias