FINALISTAS DO PRÊMIO ANA APRESENTAM SEUS TRABALHOS

Os 24 finalistas terão a oportunidade de mostrar seus projetos ao vivo no canal da ANA no YouTube

Entre 22 e 25 de fevereiro, os finalistas do Prêmio ANA 2020 poderão dar mais visibilidade para os 24 trabalhos que realizam e que foram selecionados para a fase final da premiação da Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). As apresentações serão realizadas em lives – transmissões ao vivo – pelo canal da ANA no YouTube em http://bit.ly/2Bc0wYA sempre a partir das 10h30. O objetivo da ação é servir como vitrine para que as boas práticas relacionadas aos recursos hídricos possam ser replicadas pelo Brasil – sentido maior que move a premiação. Conheça os finalistas.

Na próxima segunda-feira, 22, os finalistas das categorias Empresas de Micro ou Pequeno Porte e Empresas de Médio e Grande Porte mostrarão suas iniciativas. No dia 23 os finalistas das categorias Pesquisa e Inovação Tecnológica, além de Educação, apresentarão seus trabalhos. Na quarta-feira, 24, será a vez dos finalistas de Comunicação e Organizações Civis mostrarem os detalhes dos seus projetos. A série de lives será concluída em 25 de fevereiro pelos finalistas das categorias Governo e Entes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (SINGREH).

Em março está previsto o anúncio dos vencedores das oito categorias do Prêmio ANA 2020. A data para a conclusão desta edição do prêmio foi alterada no começo de novembro do último ano por decisão da Diretoria Colegiada da ANA, em virtude da pandemia do novo coronavírus (COVID-19).

RECORDE DE INSCRIÇÕES

O Prêmio ANA 2020 já fez história com o recorde de 695 inscrições de todos os estados do Brasil e do Distrito Federal, mesmo num contexto de pandemia. O total supera a marca anterior registrada no Prêmio ANA 2017, quando 607 boas práticas participaram. Os vencedores das oito categorias em disputa ganharão o exclusivo Troféu Prêmio ANA. Uma novidade é que os três finalistas de cada categoria poderão utilizar em seus materiais de divulgação o “Selo Prêmio ANA: Finalista” ou o “Selo Prêmio ANA: Vencedor”, conforme o resultado do concurso.

Nesta edição histórica da premiação, que também celebra os 20 anos da Agência, a categoria com maior número de iniciativas inscritas foi Pesquisa e Inovação Tecnológica: 157 no total. Para as demais categorias as inscrições ficaram divididas assim: Comunicação (129), Governo (102), Empresas de Médio ou de Grande Porte (86), Educação (59), Organizações Civis (66), Empresas de Micro ou de Pequeno Porte (59) e Entes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (37). A premiação é realizada pela ANA para reconhecer trabalhos que contribuem para a segurança hídrica, gestão e uso sustentável das águas para o desenvolvimento sustentável do Brasil.

Coube à Comissão Julgadora, presidida pelo diretor da ANA Oscar Cordeiro Netto, definir os três finalistas de cada categoria, com base nos seguintes critérios: efetividade, inovação, impactos social e ambiental, potencial de difusão, sustentabilidade e adesão social. Para a categoria Comunicação, o critério de sustentabilidade não será aplicável.

Os demais integrantes da Comissão Julgadora foram selecionados com base em seu notório saber e reputação ilibada. São eles(as): a secretária executiva da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Distrito Federal, Marília Marreco; o ouvidor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), Sérgio Carazza; a gerente do Departamento de Desenvolvimento Sustentável da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Anícia Pio; o coordenador geral do Mestrado Profissional em Rede Nacional em Gestão e Regulação de Recursos Hídricos (ProfÁgua), Jefferson de Oliveira; o gerente executivo da Agência UFLA de Inovação em Geotecnologia e Sistemas Inteligentes da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Samuel Campos; o assessor especial da Diretoria de Desenvolvimento Social da Fundação Banco do Brasil (FBB), Rogério Miziara; a diretora de Jornalismo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Sirlei Batista; e o presidente da Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (REBOB), Lupércio Ziroldo.

O PRÊMIO ANA

Criado há 14 anos pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico para reconhecer as melhores práticas e iniciativas voltadas ao cuidado das águas do Brasil, o Prêmio ANA é a mais tradicional premiação do setor de águas do Brasil e já contabilizou 2.952 trabalhos inscritos, tendo premiado 40 projetos de todas as regiões do Brasil, que se destacaram pela sua contribuição ao desenvolvimento do País. Conheça todos os vencedores e finalistas da premiação no Banco de Projetos.

Com informações da Assessoria de Comunicação da ANA 
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias