PREFEITURA DE BH SELECIONARÁ STARTUPS PARA POTENCIALIZAR INOVAÇÃO NA SAÚDE PÚBLICA

As secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e de Saúde, em parceria com a Fundação Biominas, abrem nesta quinta-feira (14) inscrições para a seleção de projetos/startups voltados para desenvolvimento de produtos e serviços em saúde pública a serem acelerados no Programa de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte.

Podem se inscrever, até 21 de fevereiro, startups de todo o país que tenham interesse em atuar na capital mineira. A inscrição deve ser feita no site.

A iniciativa tem como objetivo estimular a criação de novas oportunidades de negócios em tecnologia da saúde em Belo Horizonte, visando tornar a capital mineira a “Cidade da Saúde”. Além de fortalecer a conexão entre dois importantes setores da economia (Saúde e Tecnologia da Informação), o programa vai apoiar o desenvolvimento de soluções para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 e as inovações para o contexto pós-pandemia em saúde pública.

A divulgação dos projetos selecionados será a partir de 3 de março. A aceleração de startups é um dos pilares do Programa de Desenvolvimento Tecnológico em Saúde da Prefeitura de Belo Horizonte e consiste em uma imersão empreendedora de oito semanas – de 8 de março a 30 de abril – que oferece suporte na construção de estratégias adequadas no desenvolvimento de pilotos para a inserção de uma nova solução (produto/processo/serviço/sistema) no mercado e o desenvolvimento de habilidades empreendedoras da equipe.

A Prefeitura pretende selecionar projetos cujas soluções contribuam para minimizar o contágio e/ou acelerar a recuperação dos impactos causados pela pandemia e que estejam na fase de desenvolvimento beta ou Launched, ou seja, em fase mais avançada. Não serão aceitos projetos na fase de ideia.

As equipes selecionadas receberão, gratuitamente, suporte de especialistas para criar, desenvolver e testar a viabilidade do modelo de negócio da solução que pretendem levar ao mercado. Além disso, nesta etapa, as equipes têm interação com áreas técnicas da Prefeitura e parceiros para investigação do problema, conhecimento da estrutura, recursos e gargalos atuais do sistema, para alinhamento da sua solução.

Ao final, as startups apresentarão o trabalho desenvolvido a um conjunto de avaliadores e receberão a primeira avaliação acerca da viabilidade de implementação, pontos de melhorias e possibilidades de interação com a Prefeitura de Belo Horizonte e parceiros.

Fonte: Prefeitura de Belo Horizonte 

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias