MAIS CINCO ESCOLAS DE SANTOS GANHAM ESTUDIOTECAS DIGITAIS

Desde 2018, por meio do Escolas que Inovam, já foram entregues 46 estudiotecas em escolas municipais

Cinco escolas municipais ganharam estudiotecas equipadas e apropriadas para a educação infantil. Os ambientes tecnológicos e multidisciplinares, destinados ao atendimento dos alunos de jardim e pré-escola, fazem parte do projeto ‘Escolas que Inovam – etapa Educação Infantil’.

A entrega simbólica foi realizada no dia 29 de dezembro de 2020, na UME Iveta Mesquita Nogueira (Ponta da Praia). Também foram contempladas as unidades Porchat de Assis (Ponta da Praia), Dos Andradas (Aparecida), Olívia Fernandes (Embaré) e Maria Helena Roxo (Vila Nova). Desde 2018, por meio do Escolas que Inovam, já foram entregues 46 estudiotecas em escolas municipais.

A entrega é parte do Trimmc (Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias) assinado entre a prefeitura e a empresa VLI. Dentro da mesma parceria, no próximo ano, mais 19 escolas desta modalidade de ensino receberão a nova sala e oito unidades terão complementação de equipamentos, porque já possuem a estudioteca do ensino fundamental. Com isso, a rede municipal terá 100% da educação básica atendida.

Os espaços, que viabilizam o desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras e participativas, contam com mobiliários específicos e itens como chromebooks. A proposta é o desenvolvimento de ações complementares que estejam integradas aos diferentes componentes curriculares.

Especialmente para a inauguração, o professor de Artes da rede municipal, Tiago Reis, fez uma ilustração alusiva à tecnologia na parede do novo espaço. “Planejamos e iniciamos o projeto das estudiotecas muito antes da pandemia. O uso de tecnologias na educação seria essencial a qualquer tempo, mas hoje sua importância se tornou ainda mais evidente. Fizemos boas parcerias, a fim de trazer mais qualidade aos nossos alunos. Quero agradecer a todos os envolvidos”, destacou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

O gerente geral de meio ambiente e sustentabilidade da VLI, Giuliano Marchiani, destacou que a iniciativa é a concretização de um sonho. “Acreditamos que é por meio da educação que compartilhamos valores e esta área é um pilar importante para a nossa empresa. Estamos felizes com a oportunidade de participar desta ação”.

“As novas tecnologias no contexto escolar, tema tão abordado neste ano com o ensino remoto, será assunto de formações permanentes, a fim de auxiliar e contribuir para o melhor aproveitamento das estudiotecas e suas potencialidades”, afirmou a secretária de Educação, Cristina Barletta. Ela ainda lembrou a relevância destes espaços para os alunos. “É uma geração muito tecnológica e é essencial usarmos uma linguagem que se aproxima dela”.

Santos fecha 2020 com todas as escolas de ensino fundamental beneficiadas com estudiotecas. Em 2018, nove unidades foram contempladas por meio de parceria com a empresa VLI, envolvendo também o Programa Municipal de Justiça Restaurativa. Nestas escolas, foram instaladas, ainda, bibliotecas digitais.

Já em 2019, a UME Paulo Gomes Barbosa (Jabaquara) foi entregue com o espaço tecnológico (Trimmc assinado com o Grupo Mendes). Neste ano, outras 30 escolas passaram a contar com os novos ambientes pelo Trimmc firmado com as empresas Suzano e DP World. As duas empresas também foram responsáveis pela estudioteca da UME Terezinha Maria Calçada Bastos (Morro São Bento), inaugurada no início de 2020.

Fonte: Prefeitura de Santos 

 

Publicidade
spot_img

Últimas Matérias