PETROLINA SE TRANSFORMA EM UM LABORATÓRIO VIVO DE TECNOLOGIAS INTELIGENTES

Living Lab atenderá todas as cidades do Nordeste, especialmente do Sertão Brasileiro

Uma grande vitrine para demonstração e avaliação de soluções tecnológicas para Cidades Inteligentes no país surge em Petrolina, no interior do estado de Pernambuco. Fruto de uma parceria entre a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) e a Prefeitura Municipal, a cidade recebeu em 10/12/2020 as primeiras soluções de tecnologias inteligentes.

No primeiro momento, as tecnologias estarão voltadas à mobilidade urbana, com a implantação de um centro de Comando e Controle de Operações (CCO), semáforos inteligentes, iluminação pública inteligente, câmeras de alta definição e softwares de inteligência artificial para reconhecimento facial e de placas de veículos. A proposta é promover a adoção destas tecnologias por entes públicos e privados de modo a fomentar a cadeia produtiva associada, além de gerar maior efetividade no controle do tráfego de veículos na cidade.

De acordo com o prefeito do município, Miguel Coelho, a instalação das tecnologias vai ajudar tanto no planejamento, quanto nas ações de mobilidade e de segurança pública. “Toda essa tecnologia, que foi uma parceria com ABDI, vai melhorar a qualidade de vida das pessoas. A cidade já está mais segura a partir desse momento. As outras inovações e benfeitorias virão a partir do amadurecimento do projeto”, afirmou.

Para o presidente da ABDI, Igor Calvet, o projeto Cidades Inteligentes, da Agência, é um instrumento para todos os municípios que queiram modernizar instalações e fazer uso de tecnologias em prol da comunidade. “A importância disso é, sobretudo, a melhoria de vida dos cidadãos. Nosso intuito a ABDI é levar cada dia mais tecnologia para os municípios brasileiros. Dessa forma não estamos ajudando apenas a gestão pública, mas também empresas que promovem e difundem tecnologias no país”, explicou.

A partir de um decreto municipal assinado pelo prefeito Miguel Coelho, desde agosto deste ano Petrolina adotou o conceito de sandbox, local de realização de testes e desenvolvimento de novas tecnologias para atender as necessidades do município. A intenção é que startups, empresas de base tecnológica, em parceria com o ecossistema de inovação regional, possam instalar e testar seus protótipos em um ambiente de regulação mais flexível e experimental.

Além das soluções de mobilidade inteligente, empresas poderão utilizar a infraestrutura criada para demonstrar e testar tecnologias de bicicletas compartilhadas, carros elétricos compartilhados, monitoramento climático e meteorológico, hidrômetros inteligentes, lixeiras inteligentes, monitoramento e atuação inteligente por drones, geração de energia solar, entre outros.

O laboratório vivo conta com recursos financeiros repassados à ABDI pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Serão aportados ao todo R$ 7,5 milhões no projeto, sendo R$ 5 milhões do MDR e R$ 2,5 milhões da ABDI. A iniciativa conta ainda com a parceria do Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT).

PETROLINA

O Living Lab de Cidades Inteligentes é o primeiro da região e atenderá todas as cidades do Nordeste, especialmente do Sertão Brasileiro. A cidade pernambucana foi escolhida por fazer parte da Rota de Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs) do Ministério de Desenvolvimento Regional (MDR).

Petrolina destaca-se também por ter o melhor índice de saneamento básico do Nordeste. Além disso, tem tamanho e porte similar a diversos municípios brasileiros, o que dá a esse ambiente de demonstração um alto potencial replicador.

O ecossistema de inovação da região é formado por universidades públicas, instituto tecnológico e faculdades particulares. Grande parte destas instituições são voltadas à área de tecnologia. O setor produtivo local conta também com 112 empresas de tecnologia com possibilidades de ampliação deste mercado.

PROJETO CIDADES INTELIGENTES

A implantação das zonas de tecnologias inteligentes é parte de um convênio celebrado com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), um dos principais centros brasileiros de pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica com reconhecimento em toda América Latina.
Os projetos de Cidades Inteligentes da ABDI envolvem a integração de tecnologias como Internet das Coisas (IoT), Big Data, Inteligência Artificial e Conectividade, e utilizam sistemas interoperáveis para o uso estratégico de infraestrutura, serviços e comunicação. Essas tecnologias reduzem custos de infraestrutura, operação e manutenção dos municípios e capacitam a gestão pública para o atendimento às demandas sociais e econômicas da sociedade.

Fone: ABDI

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias