MELHORES CIDADES PARA FAZER NEGÓCIOS – 2020

Publicado anualmente, desde 2014, com exclusividade pela Revista Exame, o estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios, da Urban Systems, avalia por meio de dados e indicadores todas as cidades com mais de 100 mil habitantes do país, com o intuito de identificar aquelas que possuem maior oportunidade de investimentos por meio do setor privado.

Baseado em metodologia própria de coleta, ponderação e análise de dados a equipe da Urban Systems avaliou durante 6 anos as cidades brasileiras no âmbito do seu desenvolvimento econômico e social, nas características da sua infraestrutura e no perfil e oferta de capital humano, trazendo assim o ranking das cidades melhores indicadas para investimento, além da lista das cidades melhores posicionadas nos quatro recortes que compõe o estudo.

No começo de 2020 iniciou-se conversas de pauta entre a Urban Systems e a equipe editorial da Revista EXAME para uma atualização do estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios, para que ele se mantivesse como um instrumento importante para o diagnóstico de empresários e investidores em relação ao destino de seus investimentos. Com o advento da pandemia do coronavírus, em março, a necessidade de um novo olhar para o estudo tornou-se ainda maior.

Fato importante a ressaltar, a maioria dos grandes estudos brasileiros que envolvem uma maior amostragem de cidades, como o estudo em questão, utilizam-se de dados e indicadores que muitas vezes referem-se ao último período disponível, utilizando-se de informações atuais, e dessa forma trazendo resultados mais próximos da realidade vigente, entretanto, com um fenômeno como a pandemia, de alto impacto econômico e social, muitos dos dados disponíveis e recentes não iriam refletir a realidade atual, e o cenário pós-pandemia.

VERSÃO 2.0

Uma das maiores alterações nesta edição do estudo, que pode ser considerado como uma versão 2.0 do Estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios está no olhar dos municípios brasileiros, ainda daqueles com mais de 100 mil habitantes, segmentado em setores econômicos.

A versão 2020 da pesquisa, dessa forma, responde não mais apenas as cidades com melhor ecossistema para investimento (capital humano, infraestrutura, desenvolvimento social e econômico) como era apresentado até a última edição, mas sim quais os melhores municípios para investir, segmentados por sete dos principais setores econômicos do país, trazendo em destaque municípios que antes não figuravam entre os melhores.

A edição 2020 das Melhores Cidades para Fazer Negócios traz a visão das melhores cidades para investir em: Mercado Imobiliário, Comércio, Serviços, Educação, Indústria e Agropecuária.

IMPACTOS DA PANDEMIA NAS CIDADES BRASILEIRAS

Após definições de conceitos, outra preocupação editorial e procedural desta edição remeteu ao momento ideal de fechamento do estudo e consequente divulgação do mesmo. O coronavírus (COVID-19) impactou a vida das pessoas e a economia das cidades de forma diferente em todo o mundo, gerando também estratégias específicas e diferentes para conter sua a disseminação. Enquanto cidades da Europa decretaram o Lockdown, outros locais nem ao menos estabeleceram conceitos ou políticas específicas quanto ao isolamento social. No Brasil, por exemplo, enquanto grandes cidades tiveram divulgação de casos e internações logo após o carnaval, outras cidades demoraram meses para serem impactadas por esta pandemia e em consequência, apresentaram planos distintos de combater esta pandemia.

Tendo este contexto em mente, a preocupação da Urban Systems junto da equipe editorial da Exame era entender o melhor momento da publicação deste estudo, pois anteriormente publicada no 3º trimestre, era importante que a edição de 2020 do estudo refletisse um momento de menor incerteza e apresentasse um cenário vislumbrando o início da recuperação de algumas cidades, o que, devido as dificuldades de contenção da propagação da doença, nos trouxe até este final de ano. (Nota: o fechamento da coleta de dados se deu no final de outubro de 2020, com análise relatório e entrevistas realizadas em novembro de 2020).

MACRO CENÁRIO

Cada um dos sete setores econômicos analisados contemplou indicadores próprios que trataram da análise de indicadores referentes ao desempenho do setor, a concorrência, aspectos de demanda e também questões quanto a infraestrutura que impacte fortemente na atividade.

Em comum, todos os setores foram impactados pelos reflexos do coronavírus (COVID-19) na saúde da população e na economia. E para trazer esses reflexos no computo das notas (avaliações) das cidades, foi desenvolvido um eixo extra de análise, que compõe todos os setores econômicos analisados. Nele trazemos indicadores quanto ao impacto da pandemia na saúde da população (que é reflexo das medidas tomadas para conter a disseminação do vírus e do engajamento da população a essas ações) e também na economia, com a análise do saldo de empregos formais de cada cidade (total e por setor), demonstrando em que momento cada cidade está em relação ao seu declínio, estabilidade ou retomada econômica, além de outros indicadores que categorizam o perfil das cidades no cenário atual.

RESULTADOS

É interessante observar que algumas cidades, mesmo tendo sido fortemente impactadas pelo isolamento social, resultando no fechamento de empresas e empregos no início da pandemia no país, já registram saldos positivos de empregos no período analisado, mostrando que a adaptação às adversidades é possível em diferentes setores.

Notoriamente em destaque neste estudo, a cidade de São Paulo, fortemente impactada economicamente, com o fechamento de quase 100 mil empregos no período analisado, mantém-se ainda uma cidade atrativa para negócios nos setores de educação, onde a cidade é polo nacional de atração de estudantes, para o público superior, e de renda, para o ensino básico privado e também no Mercado Imobiliário, cujo ano de 2020 iniciou como o mais aguardado dos últimos anos em termos de lançamento, mas que em virtude da pandemia teve sim alguns lançamentos postergados, entretanto como os dados do setor demonstram, a cidade registrou números elevados na venda de unidades em meses de isolamento, inclusive com crescimento das vendas em relação a anos anteriores.

Para ver estes e outros destaques, confira a edição 1223 da Revista Exame ou acesse nosso estudo completo aqui.

Fonte: Urban Systems

Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias