COMO SOLUÇÕES INOVADORAS DE UNIVERSIDADES CHEGAM NAS CIDADES

Qual é o processo necessário para que o conhecimento produzido em Universidades e Centros de Pesquisa chegue na sociedade e possa trazer soluções inovadoras para problemas urbanos:

A produção acadêmica produzida em Universidades e Centros de Pesquisa é essencial para a construção de cidades inteligentes. Mas, antes de chegar nas cidades, a produção científica deve, antes de tudo, ser transformada em tecnologias e em produtos aplicáveis para a melhoria de processos.

Esse processo é feito através da aquisição de patentes, marcas, direitos autorais de livros, desenvolvimento de softwares, etc. Cada vez mais, Universidades contam com Centros de Inovação, que permitem com que a pesquisa possa sair dos artigos e consiga se transformar em uma solução prática.

A promoção do empreendedorismo é essencial para que as Universidades consigam promover essas soluções. A Universidade de São Paulo (USP), a melhor Universidade do país, conta com dois parques tecnológicos, um em São Paulo (Cietec) e outro em Ribeirão Preto (Supera), além de possuir incubadoras e aceleradoras de empresas. 

Uma cidade inteligente envolve recursos tecnológicos, institucionais e humanos. O ‘cidadão inteligente’ é aquele que auxilia na gestão urbana gerando informações, mapeando e discutindo questões que permeiam a vida urbana- entendendo que esses podem ser autores de soluções criativas e transformadoras para suas cidades.

Nesse sentido, é preciso garantir que o espaço universitário faça parte desse contexto amplo que permeia uma cidade inteligente e seus cidadãos: é preciso englobar as pesquisas e artigos acadêmicos como parte da solução para os problemas urbanos e promover o empreendedorismo afim de tornar essas produções em soluções viáveis para a construção de cidades inteligentes.

Avatar
Beatriz Faria
Especialista em Conteúdo da Necta - Conexões com Propósito
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias