RANKING: O QUE FAZ UMA CIDADE BRASILEIRA SER CONSIDERADA INTELIGENTE?

Feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, o “Ranking Connected Smart Cities” traz indicadores que qualificam as cidades mais inteligentes e conectadas do país

Depois da grande repercussão do nosso último texto sobre o ranking brasileiro das cidades inteligentes, muitos dos nossos leitores fizeram perguntas sobre a metodologia do estudo e questionaram a posição das suas cidades na lista de 2020. Decidimos então conferir os detalhes do estudo em uma entrevista exclusiva com o geógrafo Willian Rigon, responsável pela elaboração e divulgação do ranking no Brasil.

Feito com o objetivo de mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, o “Ranking Connected Smart Cities” traz indicadores desenvolvidos pela consultoria Urban Systems, que qualificam as cidades mais inteligentes e conectadas do país.

O ranking coleta dados e informações de todos os municípios brasileiros com mais de 50 mil habitantes, totalizando 673 cidades, sendo:
48 com mais de 500 mil habitantes,
276 com 100 a 500 mil habitantes e
349 com 50 a 100 mil habitantes.

Imaginem então o trabalhão que isso dá!

De uma pontuação máxima de 70 pontos, nossa cidade melhor classificada, São Paulo, obteve 37,901, pouco mais de 50%. E esse resultado foi inferior ao do ano passado, quando Campinas ficou no topo da lista com 38,977. Sabe o que isso significa? Estamos piorando? O que esperar para os números de 2021, depois de uma pandemia mundial, taxa de desemprego galopante em nossas cidades e uma crise financeira de longo prazo no horizonte? Conversamos sobre todos esses pontos em nossa entrevista! Imperdível.

Você concorda com o resultado? Tem alguma sugestão para fazer em relação a sua cidade? Os candidatos a prefeito e vereador de sua cidade têm demonstrado interesse e conhecimento sobre esse tema? Estamos curiosos para saber a sua opinião. Deixe seus comentários e dúvidas aqui em baixo que levaremos pessoalmente para a equipe Urban Systems responder.

Fonte: Tilt (Blog Renato de Castro)

Últimas Matérias

LONGEVIDADE EM SMART CITIES

Como cidades humanas, resilientes e inclusivas devem se adaptar ao cenário do envelhecimento crescente da população.   De acordo com a segunda edição do Índice de...

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...

SMART MOBILITY

Com a pandemia do coronavírus, soluções de mobilidade individual se tornaram mais atrativas De acordo com dados da Associação Nacional dos DETRANS, o Brasil possui uma...

PROJETO DO GOVERNO CRIA MARCO LEGAL DAS STARTUPS E DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR

Os objetivos do governo com a proposta incluem fomentar esse ambiente de negócios; aumentar a oferta de capital para investimento em startups; e disciplinar...