FRONTEIRATECH: SISTEMA COMPLETO PARA CONTROLE EM FOZ DO IGUAÇU

O projeto FronteiraTech, implantado na Ponte da Amizade, pode servir também para ações de inteligência e segurança

Mais nove câmeras de reconhecimento de placas, 11 sensores de tiro, 35 câmeras de reconhecimento facial e um software de inteligência artificial foram instalados no controle aduaneiro da Receita Federal na Ponte Internacional da Amizade, Foz do Iguaçu (PR), na fronteira entre Brasil e Paraguai.

FronteiraTech, inaugurado há sete meses, é uma parceria entre Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT) e a Receita Federal. O sistema, que funciona de forma integrada com o banco de dados da Receita Federal, reforça o controle aduaneiro na Ponte. Temporariamente fechada em função da pandemia, a ponte, quando em funcionamento, tem tráfego diário de centenas de carros e caminhões, em dias normais. Por mês, a ligação entre o Brasil e o Paraguai tem movimento aproximado de 4 milhões de pessoas.

O sistema inteligente foi projetado para modernizar o controle aduaneiro de fronteira. Agora a ABDI avalia que o potencial da solução pode ser impulsionado e utilizado em outras frentes de inteligência e segurança. “Entendemos que o potencial do projeto se mostrou maior do que a questão de controle aduaneiro. Buscamos agora aprimorar e potencializar o uso das tecnologias testadas na Ponte de Amizade envolvendo novas instituições e demandas”, explica o presidente da ABDI, Igor Calvet.

No dia 27/07, Calvet apresentou o FronteiraTech ao Diretor-Geral da Abin (Agência Brasileira de Inteligência), Alexandre Ramagem. Os dois foram à Ponte da Amizade para que Ramagem conhecesse o funcionamento de todo o sistema, que é coordenado pelo Centro de Controle Operacional, instalado no controle aduaneiro da Ponte. 

FRONTEIRATECH

Na entrada e saída da Aduana e ao longo da Ponte da Amizade, o sistema possui 35 luminárias inteligentes, com duas câmeras em cada uma delas, totalizando 70 equipamentos com capacidade de fazer reconhecimento facial e identificar placas de automóveis. Outras quatro câmeras fixas com as mesmas tecnologias estão instaladas em pontos estratégicos. Além disso, são 15 luminárias de LED com telegestão e GPS e 11 sensores de tiro integrando o sistema.

O uso das câmeras de alta definição para monitoramento da fronteira, geram informações em tempo real e são controladas por um centro de operações.

Nos equipamentos instalados na fronteira há software de Inteligência Artificial que identifica padrões e gera dados que ajudam no combate a crimes como tráfico de drogas e armas, contrabando e descaminho. Se um carro for roubado e passar pelo local, o sistema é capaz de identificar rapidamente a placa do veículo e emitir um alerta. O mesmo ocorre com a identificação facial para procurados da justiça, por exemplo.

Fonte: ABDI

Últimas Matérias

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...

SMART MOBILITY

Com a pandemia do coronavírus, soluções de mobilidade individual se tornaram mais atrativas De acordo com dados da Associação Nacional dos DETRANS, o Brasil possui uma...

PROJETO DO GOVERNO CRIA MARCO LEGAL DAS STARTUPS E DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR

Os objetivos do governo com a proposta incluem fomentar esse ambiente de negócios; aumentar a oferta de capital para investimento em startups; e disciplinar...

CIDADES HUMANAS RESILIENTES E INCLUSIVAS E A GESTÃO PÚBLICA PARA A LONGEVIDADE

Especialistas debatem como tornar as cidades inclusivas aos idosos considerando o cenário de crescente envelhecimento da população  A sexta edição do Connected Smart Cities e Mobility (CSCM)...