URBANISMO ATRELADO ÀS NOVAS TECNOLOGIAS

Como o uso de Building Information Modeling (BIM) tem revolucionado a gestão de cidades e por quais motivos Curitiba é referência de urbanismo no Brasil

Urbanismo é o estudo, regulação e planejamento das aglomerações humanas, com o objetivo de criar melhores condições para à habitação das pessoas que vivem nas cidades. Por ser um conceito que está constantemente lidando com demandas crescentes e processos de desenvolvimento, a definição de urbanismo está em constante transformação. 

E o que leva uma cidade a ser pioneira em urbanismo está justamente no aspecto de adaptar às mudanças sociais e tecnológicas, sempre buscando estratégias que permitam melhorar o seu entorno.

O uso da Modelagem Paramétrica ou Building Information Modeling (BIM) é uma estratégia adotada por cidades que, constituída de tecnologias digitais, resulta em um modelo virtual que é capaz de auxiliar na construção de um projeto e, devido ao seu potencial e precisão, tem se popularizado mundialmente. 

No Brasil, já existem algumas estratégias por parte do Governo Federal e Estadual que incentivam o uso dessa tecnologia. Em 2010, o Governo Federal do Paraná desenvolveu uma Biblioteca BIM, que auxiliou na tipologia das edificações do programa habitacional Minha Casa Minha Vida. Dois anos depois, a Companhia Paranaense de Energia (COPEL) realizou a primeira licitação do Brasil para os projetos de seu Centro de Operações utilizando o BIM. Em 17 de maio de 2018, o Governo Federal publicou o decreto n°9377, com o objetivo de estruturar o setor público para a utilização do sistema BIM. 

A cidade de Curitiba foi classificada na 1º posição no Eixo de Urbanismo no Ranking Connected Smart Cities 2019, elaborado pela Urban Systems. O Ranking considera o planejamento das cidades com foco em um crescimento que evite problemas de mobilidade, infraestrutura e qualidade de vida de seus habitantes. Ou seja, não basta apenas pensar em como as cidades irão se desenvolve. É preciso levantar questões que apontem para um desenvolvimento urbano inteligente e sustentável. 

Dentro do planejamento de cidades, existe uma nova tecnologia similar ao BIM, mas que funciona em grandes escalas: o City Information Modeling (CIM), estratégia adotada por cidades modelos no mundo, como Helsinki, na Finlândia, e Montreal, no Canadá. Helsinki, uma das pioneiras na área, desenvolveu o primeiro modelo virtual da cidade, em 1987, e atualmente conta com um modelo com cerca de 45000 edifícios e que é utilizado para facilitar o planejamento urbano, bem como projetos de engenharia, simulações de tráfego, delineação da defesa civil, gestão de licenças de construção e mapeamento. 

A tecnologia de CIM está atrelada ao desenvolvimento de Cidades Inteligentes. E, com as simulações de densidade populacional, fluxos de trânsito e infraestrutura, auxilia na eficiência dos processos de planejamento e gestão da cidade. Já existem estudos que identificam a correlação entre as potencialidades do sistema CIM e a manutenção urbana de Curitiba, entendendo que a cidade tem um grande potencial de inovação e é referência em urbanismo. 

A correlação existente entre BIM e CIM com o conceito de Smart Cities é dada pela inserção de soluções inovadoras e de alta tecnologia a práticas urbanas. De acordo com projeções da ONU, a quantidade de indivíduos que residem em áreas urbanas irá aumentar de 54% para 66% até o ano de 2050, o que significa que o tema de urbanismo nunca foi tão significativo e relevante como agora.  

RANKING CONNECTED SMART CITIES 

No Eixo de Urbanismo do Ranking Connected Smart Cities é possível observar uma concentração de cidades do Paraná e da Região Sudeste brasileira classificadas entre as 20 melhores cidades nesse recorte. 

A cidade de Curitiba ganha destaque pelo seu investimento de R$602,6 por habitante em urbanismo (despesas pagas), por 100% da população da área urbana estar vivendo em áreas de médios e altos adensamentos e por existir 100% de atendimento urbano de água e 100% de atendimento de esgoto. 

Entenda mais sobre o Ranking Connected Smart Cities e confira mais resultados aqui. 

CURIOSIDADES SOBRE A CIDADE DE CURITIBA:

Por que Curitiba ficou conhecida como “Cidade Ecológica”?

Desde a década de 60, Curitiba sofreu com grandes mudanças no seu cenário urbano devido ao aumento populacional. A partir de 1980, Curitiba passou a implementar medidas com o objetivo de realizar melhorias à cidade que crescia exponencialmente, sendo elas principalmente a gestão de saneamento, reciclagem e resíduos. 

Além disso, a capital curitibana passou a ser composta por parques, bosques e espaços verdes. A fama da cidade pelos espaços ecológicos é tanta que, de acordo com o relatório Green City Index (2016), das 17 cidades analisadas pela pesquisa, Curitiba é a mais verde. 

RADAR CSC

Curitiba registrou um aumento em 2019 no número de alvarás expedidos para comércio e prestadores de serviços na capital em 21%, na comparação com ano anterior. Parte disso se dá pelo fato de que existe uma maior velocidade na abertura de empresas e emissão de alvarás, já que o procedimento passou a ser feito inicialmente online, onde já é analisado a compatibilidade de instalação do tipo de atividade solicitada com o zoneamento do município. 

Esse procedimento é chamado de Consulta Prévia de Viabilidade (CPV), na qual é possível analisar se o imóvel comporta o negócio proposto. Em 2019, 70% dos pedidos são respondidos no mesmo dia e 30% em no máximo dois dias. 

Com a chegada do coronavírus, a Secretaria Municipal do Urbanismo de Curitiba mudou o atendimento público, tornando os processos 100% digitais- sendo que o contato direto entre os funcionários e os requerentes de maneira presencial fica restrito a uma pessoa, sendo essa o proprietário, procurador legal, autor do projeto ou responsável técnico. De acordo com o secretário municipal do Urbanismo, Julio Mazza, “a intenção é´preservar o cidadão, bem como os servidores. Essa medida não altera o andamento normal dos processos”. 

Beatriz Faria
Especialista em Conteúdo da Necta - Conexões com Propósito

Últimas Matérias

TURISMO SUSTENTÁVEL

O setor é responsável por 10% do PIB e conta com 1,2 bilhões de turistas anualmente O Smart Sustainable Tourism for Development é conceito caracterizado...

EMPREENDEDORISMO EM SMART CITIES

O fomento ao empreendedorismo e a inovação tecnológica pode ser a solução para as cidades melhorarem estatísticas.   Nunca foi tão importante discutir empreendedorismo como neste...

LONGEVIDADE EM SMART CITIES

Como cidades humanas, resilientes e inclusivas devem se adaptar ao cenário do envelhecimento crescente da população.   De acordo com a segunda edição do Índice de...

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...