O GOVERNO NA SUA MÃO: A DIGITALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS

Países do mundo inteiro investem cada vez mais no processo de digitalização como maneira de tornar o acesso aos serviços públicos menos burocratizado

É preciso lidar com o fato de que a humanidade vive profundas transformações sociais com a popularização da internet. Tanto na esfera pública, como na esfera privada, vivemos cada vez mais em um mundo digital: bancos online estão cada vez mais populares, redes de telemarketing trocam telefonistas por robôs que atendem por whatsapp, aplicativos possibilitam que as pessoas façam suas compras sem nunca precisarem sair de casa e essa lista de ‘possibilidades online’ só aumenta a cada dia. 

E, se existe um fato que pode unir todos os brasileiros, é que ninguém gosta de ir no cartório. O processo é sempre burocrático, demorado e caro- e não é só para a população: segundo uma fala feita pelo secretário do Ministério da Economia durante um evento da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), Luis Felipe Monteiro, a burocratização desses processos é também um entrave para o crescimento da economia do país

Pensando nisso, a digitalização e unificação de serviços públicos via web é, de acordo com o secretário, prioridade do governo federal nesse momento. Segundo a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, a digitalização já abrange 54% dos serviços públicos, sendo que 1834 serviços já podem ser acessados através do portal do governo. Além disso, o portal conta com uma lista de todos os aplicativos do governo federal que podem ser utilizados também como meio de acessar esses serviços. 

Com a chegada do coronavírus e as medidas de isolamento social, o processo de digitalização nunca foi tão necessário: apesar de já ter digitalizado alguns serviços, o governo brasileiro, historicamente, nunca conseguiu lidar de maneira inteligente com plataformas online, sendo que existem mais de 1500 sites terminados em ‘gov.br’

Entendendo a urgência em garantir o isolamento social, ao mesmo tempo que existe a necessidade de se continuar fornecendo os serviços, o governo decidiu acelerar o processo de digitalização dos serviços públicos. Levando em consideração a diminuição de gastos com a locação de locais físicos, contratação de funcionários e, principalmente, redução de perdas com fraudes e erros, o objetivo é que essa ação consiga economizar R$38 bilhões até o fim de 2025.

O plano recebeu o nome de Estratégia de Governo Digital 2020-2022 e tem como principal meta traçar o caminho para a digitalização de 100% dos serviços públicos federais do país.  Um cálculo, realizado pelo Ministério da Economia, aponta que o retorno do investimento seria de mais de 300% e, de acordo com o estudo ‘Índice Global de Conectividade’, a economia digital deve movimentar R$93,7 trilhões até 2025. 

Na série de Tecnologia realizada pelo Connected Smart Cities, foi destacada a importância de governos se aliarem as novas tecnologias como maneira de promover uma maior transparência e desburocratização do Estado, sendo essas IoT, Big Data, Cybersecurity, etc. Contudo, quando o assunto é digitalização de serviços públicos, é preciso agir agora e com urgência: garantir a segurança da população durante a pandemia deve ser prioridade do governo e, para isso, é indispensável que novas plataformas online sejam criadas.  

Beatriz Faria
Especialista em Conteúdo da Necta - Conexões com Propósito

Últimas Matérias

CONHEÇA AS MELHORES INICIATIVAS DO PRÊMIO CONNECTED SMART CITIES

Veja iniciativas de sucesso e como essas ideias estão tornando as cidades mais inteligentes e conectadas O Prêmio Connected...

CONSÓRCIO LUZ DE ANGRA DESENVOLVIDO PELA HOUER CONCESSÕES VENCE LEILÃO PARA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO MUNICÍPIO FLUMINENSE

Com deságio de 31%, a parceria público privada é uma das maiores já assinadas para o munícipio até hoje, sendo o 1º...

PÚBLICO E PRIVADO: A DISPUTA POR LEITOS DE UTI NA PANDEMIA

Sobrecarga no Sistema Único de Saúde ocorre primeiro que na rede privada de hospitais. Lei autoriza mecanismos de transferência de leitos

APROVADO PROJETO QUE AUTORIZA UNIVERSIDADES A FABRICAR EQUIPAMENTOS CONTRA COVID-19

O Projeto de Lei (PL) 1.545/2020 acrescenta dispositivo à lei que trata das medidas empregadas na atual emergência de saúde pública provocada...

INSTITUTO NÃO ACEITO CORRUPÇÃO LANÇA FERRAMENTA NACIONAL DE DENÚNCIAS SOBRE CRIMES COMETIDOS NA PANDEMIA

Com livre acesso a todos os cidadãos e fazendo a ponte com o Ministério Público, o Corruptovírus aceita denúncias de desvios, fraudes...