SIEMENS DESENVOLVE VÁLVULA EM IMPRESSÃO 3D PARA O HOSPITAL OSWALDO CRUZ

Equipamento já foi utilizado em 29 pacientes, sendo que sete já receberam alta do hospital e os outros estão se recuperando

A Siemens fechou uma parceria com o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, para o fornecimento de uma solução que tem salvado vidas no combate à Covid-19. Após identificar uma necessidade na unidade de saúde da capital paulista, a companhia desenvolveu uma válvula em impressão 3D para serem utilizadas em respiradores que estão sendo utilizados em pacientes contaminados pelo novo coronavírus. 

A iniciativa contou com apoio do Instituto Biofabris/Unicamp, e o processo para elaboração da peça levou menos de 15 dias. Em seu último levantamento, o Hospital Alemão Oswaldo Cruz informou que já utilizou o sistema em 29 pacientes, sendo que sete pacientes já receberam alta hospitalar e os outros estão se recuperando. Com os excelentes resultados, o equipamento segue agora produção em escala. 

A válvula desenvolvida pela Siemens permite utilizar, de maneira segura, respiradores não invasivos e que evitam riscos de contágio da equipe médica durante o tratamento. Além disso, o sistema permite também que pacientes contaminados e casos suspeitos possam conviver no mesmo ambiente da unidade hospital.

“Foi uma grande vitória. Fizemos algo de muita relevância, em ritmo emergencial, como a situação demanda. Mostramos mais uma vez como a Siemens é uma parte importante da sociedade, seja por meio de suas tecnologias, seja integrando pessoas de diferentes capacidades”, diz o gerente de Contas Corporativas da Siemens, Rodrigo Melo.

RESPIRADORES NO SUL DO PAÍS

Outra iniciativa realizada pela Siemens para combater o novo coronavírus foi em parceria com a GreyLogix, empresa de automação industrial e integrante do programa Solution Partrner da Siemens. Com o avanço da pandemia, a GreyLogix percebeu um desafio na região entre os municípios de Mafra (SC) e Rio Negro (PR), no sul do país, onde está localizada: caso o número de infectados crescesse exponencialmente, as duas pequenas cidades dificilmente teriam respiradores em número suficiente para atender os infectados pelo novo coronavírus.

Sendo assim, a GreyLogix decidiu produzir internamente respiradores para serem usados nas instituições de saúde da região. O foco de negócios da empresa não é o setor de saúde – mas, sim, indústria de alimentos, bebidas, papel & celulose, química, entre outros – portanto, o desafio era enorme. Dessa maneira, para garantir que o equipamento produzido seguisse os requisitos médicos necessários, o time da empresa trabalhou em conjunto com médicos, enfermeiros e fisioterapeutas da prefeitura de Mafra e de cidades vizinhas e validou os resultados com equipe médica e engenharia clínica do Hospital SOS Cárdio, em Florianópolis (SC). O projeto contou também com apoio do SENAI e da empresa SC Hospitalar, em São José (SC), para realizar aferições no equipamento.

Como resultado, no tempo recorde de três semanas, os equipamentos foram criados e contaram com soluções Siemens, com destaque para os controladores e IHMs da linha SIMATIC e as fontes de alimentação da linha SITOP. “O projeto da GreyLogix surgiu no horizonte no momento em que a própria Siemens prospectava iniciativas voltadas para a crise do novo coronavírus, com as quais pudesse contribuir”, comenta o executivo da área de Factory Automation da Siemens, Daniel Guimarães.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Siemens

Últimas Matérias

CONHEÇA AS MELHORES INICIATIVAS DO PRÊMIO CONNECTED SMART CITIES

Veja iniciativas de sucesso e como essas ideias estão tornando as cidades mais inteligentes e conectadas O Prêmio Connected...

CONSÓRCIO LUZ DE ANGRA DESENVOLVIDO PELA HOUER CONCESSÕES VENCE LEILÃO PARA ILUMINAÇÃO PÚBLICA DO MUNICÍPIO FLUMINENSE

Com deságio de 31%, a parceria público privada é uma das maiores já assinadas para o munícipio até hoje, sendo o 1º...

PÚBLICO E PRIVADO: A DISPUTA POR LEITOS DE UTI NA PANDEMIA

Sobrecarga no Sistema Único de Saúde ocorre primeiro que na rede privada de hospitais. Lei autoriza mecanismos de transferência de leitos

APROVADO PROJETO QUE AUTORIZA UNIVERSIDADES A FABRICAR EQUIPAMENTOS CONTRA COVID-19

O Projeto de Lei (PL) 1.545/2020 acrescenta dispositivo à lei que trata das medidas empregadas na atual emergência de saúde pública provocada...

INSTITUTO NÃO ACEITO CORRUPÇÃO LANÇA FERRAMENTA NACIONAL DE DENÚNCIAS SOBRE CRIMES COMETIDOS NA PANDEMIA

Com livre acesso a todos os cidadãos e fazendo a ponte com o Ministério Público, o Corruptovírus aceita denúncias de desvios, fraudes...