STARTUPS USAM A TECNOLOGIA NA LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS

A pandemia de coronavírus trouxe problemas e desafios que precisam ser enfrentados diariamente pela sociedade. Para ajudar na luta contra esse inimigo invisível, a prefeitura e o Pacto Alegre lançaram o projeto Start.Health: Startups Vs Covid. A ideia é buscar startups que ajudem a desenvolver testes imediatos para frear a proliferação do vírus. Cinquenta e quatro soluções de todo país se inscreveram a partir de um chamamento público. As dez selecionadas serão conhecidas nesta sexta-feira, 3.

Para o prefeito Nelson Marchezan Júnior, a tecnologia pode ser uma grande aliada neste momento em que o objetivo maior é salvar vidas. “Esse é um problema de saúde pública. Buscamos empresas e startups que façam testes imediatos. Precisamos ajudar os profissionais de saúde, achatar a curva de contágio e retomar a normalidade de nossa cidade”, afirma.

O diretor de Inovação da prefeitura, Paulo Ardenghi, comenta que desde a confirmação dos primeiros casos no Brasil surgiram diferentes testes com soluções inovadoras para reduzir a contaminação. “Em uma situação extrema, a inovação pode ajudar muito. E o grande número de inscritos em um prazo curto mostra que o ecossistema se movimenta de forma rápida”, diz ele. Também são parceiros no projeto: Governo do Estado, Associação Gaúcha de Startups, Founders Institute, Sebrae, Reginp, Grow, Biohub e Comcet.

O coordenador do Pacto Alegre, Luiz Carlos Pinto da Silva Filho, ressalta a mobilização das startups e a capacidade de engajamento na busca por soluções diferentes no enfrentamento dessa crise de saúde, que também é econômica e social. “Registramos o envolvimento de empresas de diversas regiões do país, o que demonstra a força do nosso ecossistema. É muito gratificante”, observa.

CONHEÇA OS DESAFIOS DAS STARTUPS:

Monitorar as pessoas com maior risco;
Gerenciar o fluxo de informações em tempo real;
Educar e coibir aglomerações ou comportamentos inadequados;
Garantir o uso dos protocolos oficiais de atendimento à saúde em todos os níveis do sistema;
Garantir a cadeia de produção e logística de insumos básicos para prevenção e proteção das pessoas e profissionais de saúde;
Integração de informação e tratamentos de pacientes nos diferentes estágios.

Para mais informações sobre o coronavírus, clique aqui.

Veja aqui as últimas notícias sobre a pandemia.

Texto: Lissandra Mendonça

Edição: Fabiana Kloeckner

Fonte: Prefeitura de Porto Alegre

Últimas Matérias

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...

SMART MOBILITY

Com a pandemia do coronavírus, soluções de mobilidade individual se tornaram mais atrativas De acordo com dados da Associação Nacional dos DETRANS, o Brasil possui uma...

PROJETO DO GOVERNO CRIA MARCO LEGAL DAS STARTUPS E DO EMPREENDEDORISMO INOVADOR

Os objetivos do governo com a proposta incluem fomentar esse ambiente de negócios; aumentar a oferta de capital para investimento em startups; e disciplinar...

CIDADES HUMANAS RESILIENTES E INCLUSIVAS E A GESTÃO PÚBLICA PARA A LONGEVIDADE

Especialistas debatem como tornar as cidades inclusivas aos idosos considerando o cenário de crescente envelhecimento da população  A sexta edição do Connected Smart Cities e Mobility (CSCM)...