ESTÁ NO AR A EDIÇÃO 2021 DO RANKING DAS MELHORES CIDADES PARA NEGÓCIOS

O Ranking das Melhores Cidades para Fazer Negócios é um estudo elaborado pela Urban Systems, com exclusividade para a Revista EXAME, e posteriormente divulgado de forma ampla para todos os atores, privados e públicos envolvidos no desenvolvimento das cidades brasileiras.

Não é novidade que o ano de 2020 foi um ano atípico para a economia e a saúde mundial. A Pandemia (COVID-19) impactou profundamente a forma como vivemos, consumimos e empreendemos. Entretanto, este evento em si não é o tema deste texto, mas apenas o utilizamos para contextualizar a alteração metodológica e conceitual pelo que passou o Estudo das Melhores Cidades para Fazer Negócios, elaborado pela Urban Systems e publicado anualmente com exclusividade pela Revista Exame desde 2014.

Assim, o advento da pandemia gerou a alteração na edição passada da metodologia do estudo das melhores cidades para fazer negócios. Confira aqui o contexto e alterações metodológicas do estudo.



Impacto da vacinação

Nos aproximando do final do ano de 2021, o segundo em nossa história impactado pelos reflexos econômicos e sociais da Pandemia da COVID-19, nos encontramos em um cenário mais otimista em comparação a publicação do ano passado, em que nos encontrávamos em uma corrida de testes para este lenitivo. 

Mais uma vez, o estudo, com o intuito de se tornar atual, considera como novo indicador o índice de vacinação das cidades brasileiras, considerando o percentual do total da população “totalmente” imunizada, ou seja, com a segunda dose ou dose única aplicada.

O uso de aspas acima é proposital. Vivemos em um momento de descobertas e entendimento da situação em tempo real, e com pouco mais de 4,1% da população com dose de reforço, podemos considerar por meio da ciência, que atualmente, este primeiro ciclo vacinal completo, utilizado como indicador, é e está sendo suficiente para uma reabertura econômica das cidades brasileiras e consequente recuperação econômica com mais segurança no que tange a saúde da população.

Assim como não é objetivo  deste texto discutir a pandemia, também não o é em relação a discussão da necessidade da vacinação da população contra esta doença. Como uma consultoria de inteligência de mercado, baseamo-nos em dados, números, informação para análises e conclusões.

O que os dados coletados nos mostram? Que municípios com maior incidência de vacinação, conseguiu de forma mais segura retomar atividades econômicas e recuperar empregos e negócios.

Edição 2021 do estudo

Assim, os resultados da edição 2021 do Ranking das Melhores Cidades para Negócios teve a adição de 2 novos indicadores: o percentual de população total vacinada em 15 de outubro de 2021 e o percentual de empregos gerados na construção civil, este último específico para o setor econômico da construção civil, um dos seis analisados, e único em que este indicador não era considerado na edição passada do estudo.

Além disso, é importante atentar aos dados analisados. O estudo aqui apresentado, assim como muitos outros estudos de cidades e rankings, baseia-se em dados e informações secundárias, oriundos de fontes oficiais. Assim, enquanto alguns são mensalmente atualizados (CAGED / Empregos) e outros diariamente atualizados (Infectados, mortos e vacinados – COVID-10), outros dados possuem uma frequência maior de atualização e seus impactos podem ser mais demoradamente sentidos na economia ou no reflexo de um estudo para este porte.

Um segmento de dados que sofreu impacto em relação a sua divulgação são os dados da RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) do Ministério do Trabalho, que se referem a evolução de empresas e de massa salarial de empregados formais no país. Em 2018, os dados referentes a base de 2017, foram divulgados em 28 de setembro. Em 2019, dados base de 2018, foram divulgados em 17 de outubro. No ano passado, os dados referentes ao ano de 2019 foram divulgados em 26 de outubro, e em 2021, os dados referentes ao ano de 2020 não foram divulgados até a publicação deste texto (04/11), e consequentemente não fazem parte do fechamento do Ranking das Melhores Cidades para Negócios edição 2021.

Assim, para compensar os dados não atualizados, no que se refere a questão empresarial, foi aplicado um cálculo de tendência (linear), que utiliza método de regressão por mínimos quadrados. Este método aproxima um padrão linear de uso, durante um período, para atributos selecionados com base em seus valores no passado, já considerando o impacto do último ano estudado, a partir dos dados de 2016.

Inovação e Resultados

Este ano os resultados do estudo estarão espelhados em algumas mídias. O advento da realização pela EXAME, do Fórum EXAME Infraestrutura, Cidades e Investimentos, no dia 9 de novembro, trouxe um painel com a apresentação dos primeiros resultados do Estudo (saiba mais aqui).

Na sequência, a Revista EXAME publica na edição de novembro de sua Revista uma reportagem especial, trazendo análises das cidades e destaques para cada um dos 6 setores econômicos analisados. Veja mais aqui

Por fim, junto ao lançamento da edição da Revista EXAME, a Urban Systems publica em seu site, relatório completo com os resultados, metodologia e análise das Melhores Cidades para Negócios e disponibiliza também uma plataforma dinâmica online para acesso dos resultados, dados, indicadores e posições das cidades analisadas na edição 2021.

O objetivo da Urban Systems é auxiliar no entendimento de mercados com boas oportunidades de investimento. Assim, com ampla repercussão, a partir da semana que vem, serão conhecidas as melhores cidades para fazer negócios no setor imobiliário, varejista, de serviços, na educação, industrial e agronegócios.

E você? Qual o foco do seu investimento? Fale com a Urban systems, e vamos juntos transformar conhecimento em resultados!

Com informações da Assessoria de Imprensa

CLIQUE AQUI E ACESSE OUTRAS MATÉRIAS SOBRE EMPREENDEDORISMO
Publicidade
spot_img
spot_img

Últimas Matérias