PREFEITURA DE FLORIANÓPOLIS VAI EXIGIR USO DE MÁSCARAS EM LOCAIS DE GRANDE CIRCULAÇÃO E PRÁTICA DE EXERCÍCIOS

Prefeito Gean Loureiro diz que estuda multa de R$ 125 para quem descumprir a regra. Medida vai constar de decreto que ainda será publicado

A Prefeitura de Florianópolis anunciou nesta quarta-feira (29) que vai passar a exigir que as pessoas usem máscaras em locais de grande circulação e de prática de exercícios, como as avenidas Beira-mar Norte e Beira-Mar Continental, praias, região central e locais próximos ao comércio dos bairros. A medida vai constar de decreto que ainda será publicado, e deverá passar a valer a partir de segunda-feira (4), como forma de tentar conter o avanço do novo coronavírus.

A cidade tem mais de 330 pacientes com Covid-19, segundo dados do governo do estado. As penalidades a serem aplicadas em caso de recusa do uso da máscara ainda serão discutidas.

O uso do acessório já é obrigatório para entrar em estabelecimentos do município desde 17 de abril, com multa de R$ 2,5 mil e até interdição do local caso funcionários e clientes estiverem sem o item.

O anúncio desta quarta foi feito pelo prefeito Gean Loureiro (sem partido) em uma transmissão ao vivo nas redes sociais. A fiscalização será feita com o apoio da Vigilância Sanitária e da Guarda Municipal.

A prefeitura disse ainda que vai disponibilizar, até segunda, a ferramenta “Covidômetro”, com dados técnicos, números de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) ocupados, casos suspeitos e confirmados de coronavírus em Florianópolis, informações sobre o uso de máscara e como está o cumprimento dos decretos para definir a flexibilização ou restringir as atividades na cidade.

OUTRAS MEDIDAS

Além do uso de máscara, a cidade adotou outras ações para diminuir a transmissão do vírus. Desde esta quarta, passou a ser obrigatório que hotéis, shoppings e templos religiosos façam a medição da temperatura de clientes e fiéis que entrarem nesses locais.

A medida, prevista em decreto da prefeitura de 22 de abril, já vale desde segunda (27) para supermercados da cidade. Caso a pessoa tenha febre, as autoridades de saúde devem ser avisadas imediatamente.

Fonte: G1

Últimas Matérias

TURISMO SUSTENTÁVEL

O setor é responsável por 10% do PIB e conta com 1,2 bilhões de turistas anualmente O Smart Sustainable Tourism for Development é conceito caracterizado...

EMPREENDEDORISMO EM SMART CITIES

O fomento ao empreendedorismo e a inovação tecnológica pode ser a solução para as cidades melhorarem estatísticas.   Nunca foi tão importante discutir empreendedorismo como neste...

LONGEVIDADE EM SMART CITIES

Como cidades humanas, resilientes e inclusivas devem se adaptar ao cenário do envelhecimento crescente da população.   De acordo com a segunda edição do Índice de...

ARTIGO PAULA FARIA – EMBAIXADORA MOBILIDADE ESTADÃO: ENCURTAR DISTÂNCIAS É UM DOS GRANDES DESAFIOS DA MOBILIDADE

Mais que melhorar a experiência ou a rapidez com que as pessoas atravessam a cidade, mobilidade urbana significa acesso a oportunidades *Por Paula Faria  “Como sair...

CENSO MOSTRA QUE ENSINO A DISTÂNCIA GANHA ESPAÇO NO ENSINO SUPERIOR

Em 2009, as matrículas dos calouros em EaD representavam 16,1% do total. Em 2018, elas representavam 39,8% do total de estudantes que ingressaram nas...